Política / Transparência

Governo de MS registra compra de carros e caminhões por R$ 30,2 milhões

No total, devem ser adquiridos 110 veículos

Adriel Mattos Publicado em 30/06/2021, às 15h39

Toyota Corolla modelo 2020, um dos veículos que serão adquiridos.
Toyota Corolla modelo 2020, um dos veículos que serão adquiridos. - Foto: Motor 1/Divulgação/Toyota

A SAD-MS (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização de Mato Grosso do Sul) registrou intenção de compra de cinco carros de passeio, 36 caminhonetes e 69 caminhões ao custo de R$ 30,2 milhões. Os extratos das atas de registro de preço foram publicados em edição extra do DOE (Diário Oficial Eletrônico) nesta quarta-feira (30).

No primeiro pregão eletrônico, venceu a Kampai Motors, oferecendo seis Toyota Corolla por R$ 634,9 mil. Cada um custará R$ 126,9 mil.

Já a segunda licitação foi para compra de caminhonetes, caminhões e as respectivas carrocerias. Porém, apenas nove dos 15 lotes receberam ofertas. Esses nove lotes foram vencidos pela Kcinco Caminhões e Ônibus.

Confira a lista de veículos e estruturas:

VEÍCULO OU ESTRUTURAQUANTIDADEPREÇO UNITÁRIOTOTAL
Caminhonete Renault Duster Oroch36R$ 116,8 milR$ 4,2 milhões
Caminhão Agrale A8700 4x234R$ 270,5 milR$ 4 milhões
Carroceria tipo baú para carga seca15R$ 27,1 milR$ 407,2 mil
Carroceria de madeira para carga seca6R$ 58,2 milR$ 349,2 mil
Carroceria tipo baú para carga seca13R$ 35,9 milR$ 467,3 mil
Agrale A8700 4x216R$ 270,1 milR$ 4,3 milhões
Carroceria tipo baú isotérmico16R$ 126,8 milR$ 2 milhões
Agrale 14000S 4x216R$ 336 milR$ 5,3 milhões
Carroceria tipo comboio completo10R$ 134 milR$ 1,3 milhão
Carroceria tipo tanque isotérmico6R$ 103,5 milR$ 621 mil
Agrale A8700 4x2 (ampla concorrência)1R$ 279 mil
Carroceria tipo comboio completo (ampla concorrência)1R$ 120 mil
Agrale 14000S 4x2 (ampla concorrência)2R$ 404,5 milR$ 809 mil
Carroceria tipo basculante (ampla concorrência)2R$ 70,5 milR$ 141 mil

A SAD ainda reabriu a disputa pelos itens 9 e 9.1, que fracassaram no pregão eletrônico. A sessão de licitação está marcada para as 9h30 de 1º de julho.

O registro de preços é procedimento licitatório em que o Poder Público compra ou contrata serviços e/ou produtos dos quais não tem como estimar o uso total. Ou seja, como é um serviço ou item de uso cotidiano, não há como precisar quanto seria usado. Dessa forma, o registro de preços estima quanto deve ser usado, permitindo que o órgão requisite quantas vezes forem necessárias pelo valor contratado.

Jornal Midiamax