Política / Transparência

Ex-adjunto, Adriano Garcia Geraldo é nomeado novo delegado-geral da Polícia Civil

Adriano Garcia Geraldo, até então adjunto da DGPC (Delegacia-Geral da Polícia Civil), foi nomeado como novo diretor-geral da corporação em Mato Grosso do Sul. O decreto foi publicado na edição desta terça-feira (23) do DOE (Diário Oficial Eletrônico). Garcia era o principal auxiliar de Marcelo Vargas, que se aposentou voluntariamente por tempo especial. Vargas estava […]

Adriel Mattos Publicado em 23/02/2021, às 07h59 - Atualizado às 08h04

Novo diretor-geral atuou em Campo Grande e em departamentos da DGPC antes de chegar ao mais alto posto da Polícia Civil. (Foto: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax)
Novo diretor-geral atuou em Campo Grande e em departamentos da DGPC antes de chegar ao mais alto posto da Polícia Civil. (Foto: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax) - Novo diretor-geral atuou em Campo Grande e em departamentos da DGPC antes de chegar ao mais alto posto da Polícia Civil. (Foto: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax)

Adriano Garcia Geraldo, até então adjunto da DGPC (Delegacia-Geral da Polícia Civil), foi nomeado como novo diretor-geral da corporação em Mato Grosso do Sul. O decreto foi publicado na edição desta terça-feira (23) do DOE (Diário Oficial Eletrônico).

Garcia era o principal auxiliar de Marcelo Vargas, que se aposentou voluntariamente por tempo especial. Vargas estava no cargo desde 2016, após passar por diversas delegacias de Campo Grande e presidir a Adepol/MS (Associação dos Delegados de Polícia).

O novo delegado-geral é paulista de Andradina. Começou a carreira na Polícia Civil de São Paulo, e ingressou na corporação sul-mato-grossense em 1992. Passou pelas 1ª, 2ª e 3ª Delegacias de Campo Grande e pela Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos).

Foi ainda titular da Decon (Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo) e da Denar (Delegacia Especializada em Repressão ao Narcotráfico). Chefiou ainda o DPE (Departamento de Polícia Especializada), o DPI (Departamento de Polícia do Interior) e a Ouvidoria-Geral da Polícia Civil antes de se tornar delegado-geral adjunto.

Jornal Midiamax