Política / Transparência

TRE-MS divulga lista de mesários em Ivinhema, Angélica e Novo Horizonte do Sul; veja os nomes

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) divulgou lista de mesários convocados para atuar nas eleições em Ivinhema, Angélica e Novo Horizonte do Sul. Os voluntários foram convocados via editais da 27ª Zona Eleitoral, que abrange os três municípios. As listas foram publicadas na edição de hoje (9) do Diário Oficial do […]

Jones Mário Publicado em 09/09/2020, às 18h59 - Atualizado às 19h02

Escola Prof. Eduardo Pereira Calado, único local de votação em Novo Horizonte do Sul (Foto: Reprodução/Google)
Escola Prof. Eduardo Pereira Calado, único local de votação em Novo Horizonte do Sul (Foto: Reprodução/Google) - Escola Prof. Eduardo Pereira Calado, único local de votação em Novo Horizonte do Sul (Foto: Reprodução/Google)

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) divulgou lista de mesários convocados para atuar nas eleições em Ivinhema, Angélica e Novo Horizonte do Sul.

Os voluntários foram convocados via editais da 27ª Zona Eleitoral, que abrange os três municípios. As listas foram publicadas na edição de hoje (9) do Diário Oficial do TRE-MS.

Os convocados já tiveram funções designadas pelo tribunal – presidente, primeiro mesário, segundo mesário, secretário, auxiliar de apoio logístico ou mesário reserva.

Ivinhema é o município com mais eleitores entre os três, com 19.719, segundo o tribunal. A cidade tem oito locais de votação, além de 64 sessões.Veja aqui a lista de mesários de Ivinhema.

Angélica soma 8.377 eleitores. O município tem cinco locais de votação e 28 sessões.Confira a relação de mesários de Angélica.

Por outro lado, Novo Horizonte do Sul tem só 3.940 pessoas aptas a participar das eleições de 2020. A cidade tem apenas um local de votação, com 16 sessões.Saiba quem são os mesários de Novo Horizonte do Sul.

Conforme editais, os mesários chamados deverão comparecer nos locais de votação designados às 6h do dia 15 de novembro, data do primeiro turno. Portanto, o voluntário que não comparecer no dia do pleito pode ser multado.

Se o convocado for servidor público, a pena será de suspensão de até 15 dias. Ainda, caso a mesa deixar de funcionar devido à ausência, as punições previstas serão aplicadas em dobro.

Jornal Midiamax