Política / Transparência

Relatório da transição de governo em Dourados será apresentado nesta quarta

O prefeito eleito Alan Guedes (Progressista) divulga nesta quarta-feira (30), às 10h, o relatório produzido pela Comissão Oficial de Transição de Governo, coordenada pelo professor da  UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados, Henrique Sartori. A reunião acontece no auditório do Sindicato Rural de Dourados. A apresentação, que deve contar com a participação dos vereadores e...

Marcos Morandi Publicado em 30/12/2020, às 07h42 - Atualizado às 12h17

Délia Razuk e Alan Guedes, durante início da transição. (Foto: Marcos Morandi)
Délia Razuk e Alan Guedes, durante início da transição. (Foto: Marcos Morandi) - Délia Razuk e Alan Guedes, durante início da transição. (Foto: Marcos Morandi)

O prefeito eleito Alan Guedes (Progressista) divulga nesta quarta-feira (30), às 10h, o relatório produzido pela Comissão Oficial de Transição de Governo, coordenada pelo professor da  UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados, Henrique Sartori. A reunião acontece no auditório do Sindicato Rural de Dourados.

A apresentação, que deve contar com a participação dos vereadores estava marcada para 20 de dezembro, data de aniversário de Dourados, mas como Alan ainda cumpria o período de quarentena, teve que ser adiada.

As reuniões entre equipes de transição nomeadas por Alan Guedes  e a prefeita Délia Razuk (sem partido) aconteceram no Centro de Convenções e foram concentradas nas análises das licitações e compras, gestação de pessoas e monitoramento de desempenho e controle.

Além do grande volume de documentos analisados, com mais de 300 páginas, segundo o coordenador da comissão, algumas secretarias entregaram material fora do prazo que havia sido definido. Também houve situação de entrega de documentos já quando parte do relatório estava redigido. O que provocou uma nova demanda de trabalho.

Os trabalhos da comissão também tiveram o acompanhamento da promotora de Justiça Rosalina Cruz Cavagnolli. Esta foi a primeira vez que o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) teve uma participação direta na transição, que demonstrou preocupação quantidade de processos relativos à Secretaria de Saúde.

Jornal Midiamax