Política / Transparência

Coincidência ou não: Pela 1ª vez em 2020, Diário Oficial não traz decreto assinado por Reinaldo

Pela primeira vez no ano, o Diário Oficial do Estado não trouxe decretos assinados pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que está na Argentina pescando com amigos e integrantes da cúpula do Governo desde a segunda-feira (6). Mesmo fora do país, durante toda essa semana as edições do diário trouxeram assinaturas do governador no período em […]

Aliny Mary Dias Publicado em 10/01/2020, às 09h59 - Atualizado em 11/01/2020, às 10h43

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução - Foto: Reprodução

Pela primeira vez no ano, o Diário Oficial do Estado não trouxe decretos assinados pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que está na Argentina pescando com amigos e integrantes da cúpula do Governo desde a segunda-feira (6). Mesmo fora do país, durante toda essa semana as edições do diário trouxeram assinaturas do governador no período em que ele participava da pesca internacional.

O Jornal Midiamax revelou que a viagem de Reinaldo deixou Mato Grosso do Sul sem comando até esta sexta-feira. A previsão é que o governador retorne da província de Corrientes, na Argentina, apenas neste sábado, conforme apurou a reportagem.

Durante o período em que está fora de Mato Grosso do Sul, Reinaldo estaria, oficialmente conforme a comunicação do Governo, cumprindo expediente interno, recebendo demandas e fazendo reuniões com secretários e gestores.

As últimas seis edições do Diário Oficial, do dia 2 de janeiro até esta quinta-feira (9), trouxeram publicações de decretos assinados por Reinaldo. Apesar das publicações geralmente serem fruto de datas retroativas, o que chama atenção neste caso é que as data de assinatura dos decretos publicados nesta semana coincidem com o período em que o governador pesca com amigos.

Nesta sexta-feira (10), contudo, um dia após a publicação da reportagem que revelou o destino do governador, nenhuma assinatura de Reinaldo consta no Diário Oficial. O Jornal Midiamax questionou, nesta quinta, mais informações sobre a viagem do governador, mas ainda não houve retorno.

Conforme a Constituição de Mato Grosso do Sul, o governador pode ser ausentar do Estado e até do Brasil pelo período de até 15 dias sem que autorização seja solicitada à Assembleia Legislativa. O que ocorre na viagem atual de Reinaldo é que a saída do governador do país contraria informação oficial repassada pelo Governo.

Coincidência ou não: Pela 1ª vez em 2020, Diário Oficial não traz decreto assinado por Reinaldo

Agenda interna?

O Jornal Midiamax apurou que Reinaldo está em viagem com amigos e integrantes da cúpula do Governo desde a segunda-feira (6). O destino do governador e amigos é a cidade de Itá Ibaté, no departamento de Corrientes, na Argentina. A pousada Gêmeos Pesca é destino famoso entre turistas que praticam pesca esportiva.

A reportagem tenta contato com a pousada por telefone desde esta quarta-feira, mas sem sucesso. Fotos de amigos de Reinaldo publicada nas redes sociais nos últimos dias já indicavam o destino do governador.

O que chama atenção é que desde a última terça-feira (7) a assessoria de imprensa do Governo garante que ele está em trabalho fazendo despachos internos. “Reforçamos que o governador tem reservado os primeiros dias do ano, como em anos anteriores, para atender demandas e pedidos de agendamento de reuniões. Além disso, ele tem se encontrado com secretários e gestores do Governo. Esses encontros não necessariamente acontecem na governadoria”, completou a assessoria.

Mato Grosso do Sul ficará sem a presença de um chefe de Executivo por seis dias com a viagem do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). A previsão, de acordo com o apurado, é que Reinaldo retorne ao Estado apenas no sábado (11).

Jornal Midiamax