Política / Transparência

Paranaíba vai devolver R$ 517 mil ao Ministério da Saúde por leitos não ativados

A Prefeitura de Paranaíba terá que devolver R$ 517.083,33 ao Ministério da Justiça, referentes a não-habilitação de 5 leitos clínicos na Santa Casa de Misericórdia de Paranaíba, entre os meses de junho de 2013 e janeiros de 2014, conforme determina a Portaria 2.183/20, assinada pelo interino Eduardo Pazuello. A portaria, publicada no DOU (Diário Oficial […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 21/08/2020, às 08h17 - Atualizado às 08h33

(Imagem: Divulgação, Prefeitura de Paranaíba)
(Imagem: Divulgação, Prefeitura de Paranaíba) - (Imagem: Divulgação, Prefeitura de Paranaíba)

A Prefeitura de Paranaíba terá que devolver R$ 517.083,33 ao Ministério da Justiça, referentes a não-habilitação de 5 leitos clínicos na Santa Casa de Misericórdia de Paranaíba, entre os meses de junho de 2013 e janeiros de 2014, conforme determina a Portaria 2.183/20, assinada pelo interino Eduardo Pazuello.

A portaria, publicada no DOU (Diário Oficial da União) desta sexta-feira (21), estabelece a devolução do recurso financeiro do Bloco de Manutenção das Ações e Serviços Públicos de Saúde – Grupo de Atenção Especializada, incorporado ao limite financeiro da Atenção de Média e Alta Complexidade (MAC) do Estado do Mato Grosso do Sul e Município de Paranaíba.

A publicação também traz que a Nota Técnica nº 87/2020 identificou o descumprimento dos requisitos previstos nas Portarias de Consolidação nº 3/GM/MS, de 28 de setembro de 2018

A Secretaria de Atenção Especializada à Saúde adotará os procedimentos junto ao Fundo Municipal de Saúde de Paranaíba, a devolução do recurso financeiro repassado, acrescido da correção monetária prevista em lei, e respectiva quitação no sistema de controle de repasse fundo a fundo do Ministério de Saúde.

Jornal Midiamax