Política / Transparência

MPE abre procedimentos para investigar infração de candidato e pesquisa eleitoral em Nioaque

O MPE (Ministério Público Estadual) instaurou dois PPE (Procedimentos Preparatórios Eleitorais) para averiguar irregularidades cometidas por candidatos a cargos eletivos nestas eleições em Nioaque, cidade a cerca de 145 km de Campo Grande. Conforme as publicações, que constam no DOMP (Diário Oficial do MPMS) desta terça-feira (10), o primeiro PPE vai apurar suposta prática da […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 10/11/2020, às 11h19

Monumento na entrada de Nioaque (Foto: Divulgação/Prefeitura de Nioaque)
Monumento na entrada de Nioaque (Foto: Divulgação/Prefeitura de Nioaque) - Monumento na entrada de Nioaque (Foto: Divulgação/Prefeitura de Nioaque)

O MPE (Ministério Público Estadual) instaurou dois PPE (Procedimentos Preparatórios Eleitorais) para averiguar irregularidades cometidas por candidatos a cargos eletivos nestas eleições em Nioaque, cidade a cerca de 145 km de Campo Grande.

Conforme as publicações, que constam no DOMP (Diário Oficial do MPMS) desta terça-feira (10), o primeiro PPE vai apurar suposta prática da infração eleitoral prevista no art. 15, §3º, da Resolução TSE nº 23.610/19 (utização de carro de som fora dos limites estabelecidos) cometido pela coligação PSDB/PSD/PP/PTB/PT/PODE/PATRIOTA e pelo candidato a Vereador Sulevan Chaves, conhecido como “Nojentinho”.

O segundo PPE, contra o Instituto Ranking de Pesquisas LTDA/ Ranking Comunicação e Pesquisa, tem como assunto “suspender a divulgação da pesquisa registrada pelo Instituto Ranking de Pesquisas LTDA/ Ranking
Comunicação e Pesquisa, sob o nº MS-0769/2020, no dia 01/07/2020, e divulgada ao menos no dia 08/07/2020 (…) até que as investigações a respeito da prática de crime de pesquisa eleitoral fraudulenta sejam concluídas”.

Os procedimentos estão sob o comando da promotora de Justiça Eleitoral em Nioaque, Mariana Sleiman Gomes.

Jornal Midiamax