Política / Transparência

Licitação de R$ 2,5 milhões para testes de coronavírus em Campo Grande seleciona 2 empresas

As empresas W.N Diagnóstica Eireli e Open Medical Comércio Importação e Exportação venceram licitação de R$ 2,5 milhões para fornecimentos de exames de coronavírus. Segundo o edital, divulgado em 13 de agosto, o teste é para detecção qualitativa de anticorpos IGG e IGM anti Covid-19 em ‘sangue total, soro ou plasma, swab ponta rayon para […]

Mayara Bueno Publicado em 24/08/2020, às 11h32

(Foto: Saul Schramm/Subcom/Arquivo).
(Foto: Saul Schramm/Subcom/Arquivo). - (Foto: Saul Schramm/Subcom/Arquivo).

As empresas W.N Diagnóstica Eireli e Open Medical Comércio Importação e Exportação venceram licitação de R$ 2,5 milhões para fornecimentos de exames de coronavírus.

Segundo o edital, divulgado em 13 de agosto, o teste é para detecção qualitativa de anticorpos IGG e IGM anti Covid-19 em ‘sangue total, soro ou plasma, swab ponta rayon para coleta de material biológica e lancetas descartáveis’.

O objetivo era selecionar fornecedoras com menor preço unitário, portanto, foi divulgado quanto cada uma cobrou. A primeira foi de R$ 15 nos lotes 1 a 3.1, enquanto a segunda selecionada, R$ 0,90 e R$ 0,19, dos lotes 4 a 10 – essa mesma empresa aparece como cadastro reserva para os primeiros lotes, pois também cobrou R$ 15.

De acordo com o documento divulgado em 13 de agosto, a Prefeitura de Campo Grande leva em consideração o aumento “considerável dos casos da doença”, além da existência de outros em investigação e a “possibilidade de superlotação das unidades de saúde”.

Com a testagem da população, a intenção é acompanhar os novos casos, identificar pessoas infectadas e obter informações sobre a evolução da pandemia em Campo Grande, “inclusive quando um limite de imunidade de rebanho foi atingido”. “No caso de Covid-19, estimou-se que 50% a 60% da população precisa estar imune ao vírus para impedir sua propagação”.

Outro fator citado é que, por se tratar de uma doença nova, não há parâmetros para comparação da quantidade que seria necessária para testagem. “Portanto há uma estimativa de cálculo para distribuição considerando a estratégia de descentralização da testagem para as unidades de saúde do município”.

Estão previstos 51.6 mil testes rápidos para detecção qualitativa de anticorpos IGG e IGM em sangue total, soro ou plasma, 120 mil swab de rayon, para coleta de amostras biológicas, além de 51,6 mil lancetas descartáveis.

Jornal Midiamax