Política / Transparência

Empresa vence licitação e assume dois contratos na reforma do Guanandizão

A Recoma Construções venceu nova licitação para obra no Ginásio Guanandizão, em Campo Grande. Estipulada em R$ 1 milhão, a concorrência é para execução do projeto de pânico e incêndio da estrutura. O resultado foi divulgado nesta quarta-feira (12) no Diogrande. A vencedora é a mesma empresa que toca a obra principal, com previsão de […]

Evelin Cáceres Publicado em 12/02/2020, às 11h07 - Atualizado às 18h38

Prefeitura realiza obras de reforma no ginásio
Prefeitura realiza obras de reforma no ginásio - Prefeitura realiza obras de reforma no ginásio

A Recoma Construções venceu nova licitação para obra no Ginásio Guanandizão, em Campo Grande. Estipulada em R$ 1 milhão, a concorrência é para execução do projeto de pânico e incêndio da estrutura. O resultado foi divulgado nesta quarta-feira (12) no Diogrande.

A vencedora é a mesma empresa que toca a obra principal, com previsão de conclusão em maio deste ano. A ideia da Prefeitura de Campo Grande é deixar o local pronto para receber uma etapa da Liga das Nações de Vôlei na reinauguração do ginásio.

A reforma inteira custará R$ 1 milhão para reforma interna e externa do Ginásio Guanandizão, a empresa Recoma Construções e Comércio foi classificada. O local, que fica na Rua Touro, na Vila Nhá Nhá, em Campo Grande, passa por revitalização desde o ano passado.

Segundo o Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta segunda-feira (13), a outra concorrente, Previne Incêndio Serviços e Comércios, foi inabilitada. Ainda há prazo de cinco dias úteis para apresentação de recurso, antes de o resultado ser homologado.

A empresa classificada é a mesma que executa a reforma maior no prédio desde julho passado. A ideia da Prefeitura de Campo Grande é deixar o local pronto até maio, para receber uma etapa da Liga das Nações de Vôlei na reinauguração do ginásio.

O diretor-presidente da Funesp (Fundação Municipal de Esporte), Rodrigo Terra, explicou que a concorrência é independente da obra de reforma, mas igualmente necessária, já que trata das adequações necessárias de incêndio e pânico, exigidas pelo Corpo de Bombeiros. Quanto à reforma, Terra afirma que tem visitado o prédio semanalmente e a informação recebida pela empresa é de que a obra está até adiantada.

Jornal Midiamax