Política / Transparência

Em apenas um mês, Agehab empenha R$ 496 mil para pagar DigithoBrasil

A Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul) empenhou R$ 496 mil somente em janeiro para realizar pagamentos à Digitho Brasil Soluções em Software Ltda. O extrato foi publicado nesta quarta-feira (05) no Diário Oficial do Estado. O valor é referente aos meses de novembro e dezembro de 2019. Os repasses são […]

Evelin Cáceres Publicado em 05/02/2020, às 11h24 - Atualizado às 16h16

Carlos Alberto Assis, secretário especial de Governo, visitou obras da Agehab nesta quarta (Saul Schramm, Subsecretaria de Comunicação)
Carlos Alberto Assis, secretário especial de Governo, visitou obras da Agehab nesta quarta (Saul Schramm, Subsecretaria de Comunicação) - Carlos Alberto Assis, secretário especial de Governo, visitou obras da Agehab nesta quarta (Saul Schramm, Subsecretaria de Comunicação)

A Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul) empenhou R$ 496 mil somente em janeiro para realizar pagamentos à Digitho Brasil Soluções em Software Ltda. O extrato foi publicado nesta quarta-feira (05) no Diário Oficial do Estado. O valor é referente aos meses de novembro e dezembro de 2019.

Os repasses são realizados para pagamentos de notas fiscais que comprovariam despesas com fornecimento de licença de uso, equipamentos e infraestrutura, manutenção, treinamento e suporte técnico para a gestão de programas habitacionais do Estado.

Em 2018, o governo realizou um pregão presencial para a contratação dos serviços. A empresa venceu os dois lotes da licitação pelo valor total de R$ 3.720.048,00. Desde então, o governo já pagou R$ 4.241.166 à empresa pela prestação dos serviços.

Em apenas um mês, Agehab empenha R$ 496 mil para pagar DigithoBrasil
Contrato da Digitho com a Agehab (Reprodução, Portal da Transparência)

Valor de contrapartida

O valor do contrato chega a ser o mesmo da contrapartida do Governo do Estado para obras de habitação do Governo Federal em Mato Grosso do Sul. Conforme anunciado também nesta quarta pela administração de Reinaldo Azambuja (PSDB), a União investiu R$ 24,8 milhões em obras de habitações populares no Sírio Libanês I e II, sendo R$ 4,2 milhões de contrapartida do Estado.

Já no Portal das Laranjeiras, o Governo Federal enviou R$ 36,3 milhões para as obras e o Estado fez contrapartida de R$ 6,8 milhões. Os residenciais integram o Programa Minha Casa Minha Vida – FAR (Fundo de Arrendamento Residencial).

Neste ano, o governo estima entregar casas para 1.424 famílias de Campo Grande.

Jornal Midiamax