A Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda) usou recursos do Profisco II, do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) para compra de R$ 280 mil em passagens. 

Segundo o contrato disponibilizado nesta sexta-feira (24), a empresa contratada é a Easycred Serviços de Crédito e Turismo. A contratada vai prestar serviços de agenciamento de viagens, em passagens no país. 

Portanto, o contrato tem vigência de 12 meses, contados a partir de sua assinatura. 

Profisco

Os valores emprestados do BID pelo Governo do Estado por meio de financiamento com garantia da União têm liberação em cinco parcelas anuais: foram US$ 4,2 milhões em 2019; US$ 6,8 milhões em 2020; US$ 15,7 milhões em 2021; US$ 11,8 milhões em 2022 e US$ 9 milhões em 2023. Porém, o Estado aplicará, como contrapartida, US$ 5,3 milhões nesse período. O prazo de amortização do empréstimo será de 25 anos.

Portanto, o investimento a ser feito com esses recursos será para profissionalizar a gestão fazendária do Estado, com a modernização da administração tributária e melhoria da gestão do gasto público. Iniciado em 2007, o Profisco tem por objetivo otimizar o sistema de arrecadação estadual. A primeira etapa do programa foi focada em arrecadar. Já nessa segunda fase, a intenção é fazer o controle de gastos, por meio de melhorias como otimização das compras e monitoramento da distribuição de insumos.