Política / Transparência

Até agora, candidatos em Ponta Porã gastaram R$ 370,5 mil na campanha das eleições 2020

Os três candidatos que concorrem à Prefeitura de Ponta Porã gastaram R$ 370,5 mil na campanha das eleições 2020, até agora. Dados de receita e despesa estão no registro de cada um no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul). Atual prefeito, o candidato à reeleição Hélio Peluffo (PSDB) gastou R$370.260,00 – deste […]

Mayara Bueno Publicado em 26/10/2020, às 09h20

Linha internacional entre Ponta Porã, no Brasil, e Pedro Juan Caballero, Paraguai. (Foto: Reprodução)
Linha internacional entre Ponta Porã, no Brasil, e Pedro Juan Caballero, Paraguai. (Foto: Reprodução) - Linha internacional entre Ponta Porã, no Brasil, e Pedro Juan Caballero, Paraguai. (Foto: Reprodução)

Os três candidatos que concorrem à Prefeitura de Ponta Porã gastaram R$ 370,5 mil na campanha das eleições 2020, até agora. Dados de receita e despesa estão no registro de cada um no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul).

Atual prefeito, o candidato à reeleição Hélio Peluffo (PSDB) gastou R$370.260,00 – deste total, R$ 322,5 mil é destinado a uma produtora de vídeos e o restante se divide entre honorários contábeis, advocatícios e atividade de campanha. Contudo, no registro de receita, a candidatura informa R$121.000,00 já recebidos – R$ 100 mil é repasse da direção estadual do PSDB e o restante são doações de pessoas.

Ronaldo Franco (Patriota) declarou recebimento de R$1.000,00 e gasto de R$300,00, até agora, referente à produção de programas de rádio, televisão e vídeo. Ele, no entanto, teve o registro de candidatura indeferido, segundo decisão na semana passada. Segundo o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) Ronaldo Franco recebeu R$ 2 mil de um depósito do Previporã (Instituto de Previdência Social de Ponta Porã) sem autorização ou justificativa legal.

Vitória Elfrida Antunes, cujo nome de urna é Professora Vitória (PT), ainda não prestou contas à Justiça Eleitoral. As candidaturas dela e do atual prefeito já foram confirmadas pela Justiça Eleitoral.

Jornal Midiamax