Política / Transparência

Aeroporto de Campo Grande e do interior de MS podem ganhar concessão de novos projetos

Os aeroportos de Campo Grande, Corumbá e Ponta Porã tiveram recomendação de estudos para concessão de projetos de expansão, exploração e manutenção.  O Ministério da Infraestrutura divulgou no Diário Oficial da União, desta terça-feira (17), o edital de recomendação de estudos públicos. Conforme a Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produçã...

Karina Campos Publicado em 18/11/2020, às 16h07 - Atualizado às 16h12

(Foto: Divulgação/Infraero)
(Foto: Divulgação/Infraero) - (Foto: Divulgação/Infraero)

Os aeroportos de Campo Grande, Corumbá e Ponta Porã tiveram recomendação de estudos para concessão de projetos de expansão, exploração e manutenção.  O Ministério da Infraestrutura divulgou no Diário Oficial da União, desta terça-feira (17), o edital de recomendação de estudos públicos.

Conforme a Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), o edital é uma ponte a retomada dos voos regulares, como no caso de Ponta Porã.

A expectativa é que o ministério gaste R$ 10 milhões na fase de elaboração das pesquisas para definir o modelo de concessão dos aeroportos do Estado, sendo R$ 4,3 milhões na Capital, R$ 3 milhões na Cidade Branca e R$ 3,6 milhões na fronteira. O prazo para entrega do levantamento para união é de 150 dias.

Com apoio da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), o estudo quer dividir as unidades em três blocos, sendo dois com cinco praças e um com seis praças. Os aeroportos de MS estão localizados no terceiro bloco junto com o Aeroporto de Congonhas e o Aeroporto Campo de Marte, ambos de São Paulo. A mudança pode favorecer o turismo, pois as cidades recebem maior demanda de voos internacionais e nacionais.

O Aeroporto Internacional da Capital já está passando por reformas orçadas em R$ 39,9 milhões, iniciados em outubro deste ano, com previsão para ser concluído no primeiro semestre do ano que vem.

Jornal Midiamax