Política / Transparência

Servidores da Prefeitura vão receber 4,17% de reajuste em duas parcelas, diz secretário

Os funcionários públicos de Campo Grande terão reajuste salarial de 4,17% pagos em duas vezes, a primeira em outubro e depois em dezembro. O secretário de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, afirmou nesta segunda-feira (dia 17) que a Prefeitura da Capital e as categorias chegaram “a um entendimento”. Em outubro, as remunerações terão 1% […]

Mayara Bueno Publicado em 17/06/2019, às 10h21 - Atualizado às 16h22

Pedro Pedrossian Neto durante audiência na Câmara de Vereadores. (Foto: Izaias Medeiros/CMCG/Arquivo)
Pedro Pedrossian Neto durante audiência na Câmara de Vereadores. (Foto: Izaias Medeiros/CMCG/Arquivo) - Pedro Pedrossian Neto durante audiência na Câmara de Vereadores. (Foto: Izaias Medeiros/CMCG/Arquivo)

Os funcionários públicos de Campo Grande terão reajuste salarial de 4,17% pagos em duas vezes, a primeira em outubro e depois em dezembro. O secretário de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, afirmou nesta segunda-feira (dia 17) que a Prefeitura da Capital e as categorias chegaram “a um entendimento”.

Em outubro, as remunerações terão 1% de reajuste e, em dezembro, o restante dos 4,1%. O anúncio de acréscimo vem em meio às reclamações de queda de arrecadação e aumento de inadimplência. Desde o começo das negociações, o município afirmava que só poderia conceder a inflação do período devido à crise financeira.

As tratativas começaram com a ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação), que tem 8 mil filiados. Em Campo Grande, são quase 25 mil servidores públicos.

Jornal Midiamax