Política / Transparência

Projeto de recuperação de barragem em Porto Murtinho será concluído em 60 dias

O projeto de recuperação e reforço de contenção do dique em Porto Murtinho, distante 435 quilômetros de Campo Grande que será executado pela empresa Schettini, deve ficar pronto em fevereiro. De acordo com o extrato de contrato, publicado no DOE desta quinta-feira (26), são 60 dias para que o projeto – orçado em R$ 427 […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 26/12/2019, às 11h10 - Atualizado às 11h32

Foto: Porto Murtinho Notícias | Reprodução
Foto: Porto Murtinho Notícias | Reprodução - Foto: Porto Murtinho Notícias | Reprodução

O projeto de recuperação e reforço de contenção do dique em Porto Murtinho, distante 435 quilômetros de Campo Grande que será executado pela empresa Schettini, deve ficar pronto em fevereiro.

De acordo com o extrato de contrato, publicado no DOE desta quinta-feira (26), são 60 dias para que o projeto – orçado em R$ 427 mil – seja apresentado à Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos).

Em 28 de outubro, devido à falta de manutenção e a infiltrações nas paredes de contenção do dique, parte da estrutura desabou, fazendo com que o município declarasse situação de emergência. Desta forma, a Schettini Engenharia Ltda.

Em diversos momentos de sua história, Porto Murtinho foi cenário de tragédias envolvendo o Rio Paraguai – de naufrágios a alagamentos generalizados durante as cheias. O mais famosos deles foi o alagamento ocorrido em 1982, quando a cidade inteira ficou debaixo d’água e todos os moradores foram realocados temporariamente num acampamento a 6km da zona urbana, que ficou conhecido como “Cidade de Lona”.

Foi por isso que o dique de contenção, que protege toda a cidade, foi construído. Porém, em abril de 2008 teve início a obra do aterro e das paredes de contenção, devido ao desbarrancado que se formava em torno do dique.

O objetivo era proporcionar mais segurança à estrutura. Contudo, a construção das paredes de contenção foi marcada por denúncias de que a obra estava mal feita e de que não recebia a devida manutenção.

Jornal Midiamax