Política / Transparência

Prefeitura remaneja R$ 34,7 milhões para despesas previdenciárias

A Prefeitura de Campo Grande abriu crédito suplementar de R$ 34,7 milhões, de acordo com decreto publicado no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta quarta-feira (11). Segundo o texto, o dinheiro será para atender “despesas com pessoal e encargos sociais e previdenciários”. O município lista vários órgãos, como as secretarias de Segurança Pública, de […]

Mayara Bueno Publicado em 11/09/2019, às 08h09 - Atualizado às 09h03

Brasão de Campo Grande na fachada da Prefeitura. (Foto: Henrique Arakaki, Jornal Midiamax).
Brasão de Campo Grande na fachada da Prefeitura. (Foto: Henrique Arakaki, Jornal Midiamax). - Brasão de Campo Grande na fachada da Prefeitura. (Foto: Henrique Arakaki, Jornal Midiamax).

A Prefeitura de Campo Grande abriu crédito suplementar de R$ 34,7 milhões, de acordo com decreto publicado no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta quarta-feira (11).

Segundo o texto, o dinheiro será para atender “despesas com pessoal e encargos sociais e previdenciários”. O município lista vários órgãos, como as secretarias de Segurança Pública, de Educação, Assistência Social e de Governo. Neste caso, a verba remanejada atende servidores destas pastas.

O município não utiliza o limite de 5% que existe por lei para remanejamento de verbas sem autorização da Câmara Municipal, por se tratar de necessidade de pagamentos de encargos de funcionários públicos.

A suplementação, termo usado pela administração pública, ocorre quando um recurso é retirado de uma determinada área para aplicação em outra, ainda dentro do Poder Público municipal.

Jornal Midiamax