Política / Transparência

CPI manda ao MPMS relatório sobre fraudes no transporte escolar de Sidrolândia

Os vereadores da Câmara Municipal de Sidrolândia, 99 km de Campo Grande, entregaram ao MPMS (Ministério Público Estadual), o relatório final da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga irregularidades no transporte escolar. Conforme o documento protocolado no MPMS, a investigação apurou a ausência de fiscalização dos serviços; suspeita de privilégio para determinada...

Mariane Chianezi Publicado em 18/10/2019, às 17h10 - Atualizado em 20/10/2019, às 09h31

Foto: Ilustrativa
Foto: Ilustrativa - Foto: Ilustrativa

Os vereadores da Câmara Municipal de Sidrolândia, 99 km de Campo Grande, entregaram ao MPMS (Ministério Público Estadual), o relatório final da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga irregularidades no transporte escolar.

Conforme o documento protocolado no MPMS, a investigação apurou a ausência de fiscalização dos serviços; suspeita de privilégio para determinadas empresas prestadoras de serviços e licitações; falta de transparência nos valores pagos pela prefeitura à cada linha; fichas de controle preenchidas pelo motorista; ausência de gestor dos contratos; sumiço de óleo diesel e outras fraudes.

A 3ª Promotoria de Justiça da Comarca de Sidrolândia vai apurar a denúncia e também detalhou que pedirá cópias de documentos para a Secretaria de Fazenda da cidade. Por fim do documento protocolado, o MPMS detalha que oficiaria o prefeito e o secretário municipal de fazenda a prestar a esclarecimentos no prazo de 10 dias.

“Com as informações iremos avaliar a necessidade de oitiva do diretor do transporte escolar […] para prestar suas declarações nesta Promotoria”, finalizou a promotora Clarissa Carlotto Torres.

Jornal Midiamax