Política / Transparência

Com metade da meta em 30 dias, Refis pode ser prorrogado, diz Marquinhos

O Refis (Programa de Refinanciamento de Dívidas) da Prefeitura de Campo Grande conseguiu arrecadar R$ 6 milhões em 30 dias, segundo o chefe do Executivo municipal, Marquinhos Trad. Quando o município anunciou a atual edição do programa, a estimativa era arrecadar R$ 12 milhões até 12 de agosto. Como esta será a última negociação de […]

Mayara Bueno Publicado em 31/07/2019, às 10h37 - Atualizado às 16h07

Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, durante entrevista nesta quarta-feira (dia 31). (Mayara Bueno, Midiamax).
Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, durante entrevista nesta quarta-feira (dia 31). (Mayara Bueno, Midiamax). - Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, durante entrevista nesta quarta-feira (dia 31). (Mayara Bueno, Midiamax).

O Refis (Programa de Refinanciamento de Dívidas) da Prefeitura de Campo Grande conseguiu arrecadar R$ 6 milhões em 30 dias, segundo o chefe do Executivo municipal, Marquinhos Trad. Quando o município anunciou a atual edição do programa, a estimativa era arrecadar R$ 12 milhões até 12 de agosto.

Como esta será a última negociação de 2019, o prefeito diz que pretende prorrogar o prazo para que contribuintes inadimplentes possam aderir ao Refis e, desta forma, impedir que os nomes sejam negativados.

“Não teve a procura que a gente imaginava. Estamos vendo a possibilidade dar os últimos 30 dias, porque foi um pedido da Câmara e porque nós temos uma lei que negativa, que envia para o cartório, para o SPC, e eu não queria chegar a este ponto”. A prorrogação só será confirmada quando houver projeto da prefeitura ou da Casa de Leis, o que ainda não foi entregue.

A renegociação atual concede até 90% de desconto em cima dos juros e pode ser feita na Central de Atendimento do Cidadão, na Rua Arthur Jorge, 500, no Centro de Campo Grande.

Jornal Midiamax