Política / Transparência

Polícia Civil fará mutirão em cidade com mais de 800 inquéritos parados

A Polícia Civil de Bataguassu, distante 335 quilômetros de Campo Grande, receberá reforços de servidores das delegacias de Anaurilândia e Santa Rita do Pardo em mutirão de atendimento após o MP-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) constatar demora na conclusão de mais de 800 inquéritos na unidade. A convocação dos servidores foi […]

Evelin Cáceres Publicado em 28/03/2019, às 08h55 - Atualizado às 09h50

Caso foi registrado na delegacia de Bataguassu (Foto: Polícia Civil)
Caso foi registrado na delegacia de Bataguassu (Foto: Polícia Civil) - Caso foi registrado na delegacia de Bataguassu (Foto: Polícia Civil)

A Polícia Civil de Bataguassu, distante 335 quilômetros de Campo Grande, receberá reforços de servidores das delegacias de Anaurilândia e Santa Rita do Pardo em mutirão de atendimento após o MP-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) constatar demora na conclusão de mais de 800 inquéritos na unidade. A convocação dos servidores foi publicada no Diário Oficial do Estado.

Segundo portaria do delegado-geral da Polpicia Civil, Marcelo Vargas, O MP-MS investiga a situação por meio de um inquérito civil e apontou o atraso nos procedimentos. Além disso, indicou a lotação de novos servidores na delegacia, mas a Polícia explica que transferir pessoal para a unidade acarretaria no mesmo problema em outros locais.

Para tentar resolver a questão serão realizados mutirões de atendimento na delegacia de Bataguassu com servidores de Santa Rita do Pardo às segundas, quartas e sextas e de Anaurilândia às terças e quintas.

Os servidores receberão diárias para a realização do serviço. Não foi informado na portaria quanto tempo vai durar o mutirão de atendimento na unidade.

Jornal Midiamax