Política / Transparência

PGJ aditiva contrato e valor de reforma de prédio passa dos R$ 3,1 milhões

Reforma teve prazo prorrogado até setembro

Joaquim Padilha Publicado em 13/03/2018, às 14h32

None

Reforma teve prazo prorrogado até setembro

O MP-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) aumentou em mais R$ 488 mil o valor da reforma do prédio da PGJ (Procuradoria-Geral de Justiça). Já é o sexto aditivo ao contrato da obra, publicado nesta terça-feira (13). Ao mesmo tempo, R$ 37 mil do valor inicial do contrato foram suprimidos.

Com isso, o valor inicial do empreendimento, avaliado em R$ 2,1 milhões, já passa de R$ 3,1 milhão, o que representa um aumento de 46% em relação aos custos iniciais. O prazo de entrega da reforma é até setembro deste ano.

A reforma compreende a substituição da rampa do hall de entrada do prédio por elevadores, já que a mesma “não atende à inclinação determinada pela legislação pertinente”, segundo informado pela assessoria do MP-MS.

Outras reformas também estão previstas no contrato, como a “implementação de medidas de segurança estrutural e funcional”, com sistemas de proteção contra incêndio e pânico, e a manutenção da área externa do prédio da Procuradoria, com a pintura de fachadas.PGJ aditiva contrato e valor de reforma de prédio passa dos R$ 3,1 milhões

Aditivos e prorrogação

A reforma teve início em abril de 2017 e tinha previsão de ser concluída em um ano. Seis aditivos ao contrato inicial foram feitos desde então, dois deles burocráticos, ratificando alterações do projeto inicial.

Outros dois aditivos, publicados em junho e agosto, implicaram no aumento de valores da obra: o primeiro em R$ 29,4 mil e o segundo de R$ 123,2 mil.

O maior aditivo até o momento ocorreu em dezembro, quando após oito meses do início da reforma, o contrato sofreu um acréscimo de R$ 531,6 mil e a supressão de outros R$ 65,1 mil. O aditivo também prorrogou o prazo da obra por mais cinco meses, até setembro.

Jornal Midiamax