Política / Transparência

Governador entrega R$ 8,4 milhões em obras e anuncia recuperação da MS-289

Em Coronel Sapucaia, Reinaldo entregou Estação de Tratamento de Esgoto e anunciou licitação de R$ 2,4 milhões para perfuração e ativação de poço tubular

Maisse Cunha Publicado em 26/04/2018, às 14h39 - Atualizado às 19h02

(Foto: Edemir Rodrigues)
(Foto: Edemir Rodrigues) - (Foto: Edemir Rodrigues)

Em agenda nesta quinta-feira (26), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) entregou R$ 8,4 milhões em obras de infraestrutura e saneamento e anunciou a recuperação total da MS-289, no trecho entre Amambai e Coronel Sapucaia, distante 399 km de Campo Grande, com recuperação de base e sinalização.

“Hoje estamos fazendo um paliativo de tapa buracos, mas assim como fizemos em Amambai/Caarapó, vamos executar neste trecho de Coronel Sapucaia”, afirmou o governador, via assessoria.

Acompanhado de parlamentares da base, o tucano entregou uma ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) com capacidade de 20l/s, 13.361 metros de rede coletora de esgoto que pode comportar 783 ligações domiciliares do município. O investimento é de R$ 3,5 milhões.

O gestor também entregou ponte de concreto armado sobre o rio Jogui, que fica numa estrada vicinal, no trecho Estrada Velha Amambai/Paranhos. A ponte tem 33 metros de extensão. Para a construção dela, foram destinados R$ 743.039,64 em recursos estaduais.

Azambuja também anunciou a abertura de licitação de R$ 2.403.216,94 para perfuração e ativação de um poço profundo, capaz de solucionar o problema recorrente de falta de água no município.

O município também deve receber R$ 1,4 milhões para obras de recapeamento e drenagem de águas pluviais. Passarão por obras, as avenidas Flávio Derzi e Amador Sobrinho; e as ruas Mário Gonçalves, Baltazar Saldanha, José Guiomar, Rachid Derzi, João Ponce de Arruda, José Espíndola, Batista Terra, Amâncio da Silva.

Acompanharam a agenda, além de prefeitos e vereadores, os deputados estaduais Paulo Corrêa (PSDB), Mara Caseiro (PSDB), Onevan de Mattos (PSDB) e Enelvo Felini (PSDB) e o secretário de Estado de Infraestrutura, Heliney Paulo da Silva.

Jornal Midiamax