Política / Transparência

Escolas municipais terão autonomia para compra de merenda na Capital

Projeto piloto será aplicado em 25 escolas no segundo semestre

Richelieu Pereira Publicado em 15/06/2018, às 12h31

Escola Municipal em Campo Grande. (Foto: Arquivo)
Escola Municipal em Campo Grande. (Foto: Arquivo) - Escola Municipal em Campo Grande. (Foto: Arquivo)

A Prefeitura de Campo Grande vai iniciar, no segundo semestre deste ano, um projeto que delega à direção das escolas municipais a compra direta da merenda para atender a unidade de ensino. Inicialmente, esta autonomia será dada a 25 escolas sendo que o objetivo é expandir para toda a rede da Capital até 2019.

De acordo com o secretário de Finanças, Pedro Pedrosian Neto, a medida deve trazer economia de até 40% para o município. “Vai reduzir desperdício e melhorar a compra”, disse nesta sexta-feira (15), quando foi anunciado o projeto piloto pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD).

A ideia é de que a compra funcione nos mesmos moldes de como ocorre nas escolas estaduais, onde este sistema já funciona. Segundo Pedrossian Neto, será utilizado um software utilizado pelo Governo do Estado que gere todo processo licitatório a Prefeitura também vai trazer funcionários que já conhecem o sistema para a fase de transição.

Atualmente existem 195 unidades educacionais entre escolas e Ceinfs (Centros de Educação Infantil) em Campo Grande, de acordo com a Secretaria de Educação. Cada estabelecimento terá recursos próprios a ser gerido pela Associação de Pais e Mestres para fazer as compras, o que já ocorre quando se trata de questões menores, como produtos de limpeza.

A experiência do Governo estadual serviu de exemplo para a mudança na Capital. “Começamos a comparar o gasto per capta entre o município e o Governo, e verificamos que o Estado gasta menos até com produtos de mais qualidade”, relata Pedrossian.

Mesmo com a compra direta feita pelas escolas, a Prefeitura vai manter um estoque de alimentos para, em caso de problemas eventuais de abastecimento, ser utilizado como forma de contingência.

Jornal Midiamax