Política / Transparência

Empreiteira vai receber R$ 28,5 milhões para asfaltar região do Anache e José Tavares

A empreiteira Equipe Engenharia Ltda foi a vencedora da licitação para fazer as obras de drenagem e pavimentação nos bairros da região do Jardim Anache, conforme publicação no Diário Oficial de Campo Grande desta segunda-feira (5). A empresa também ganhou a concorrência para fazer os mesmos serviços no chamado complexo José Tavares, norte da cidade, […]

Richelieu Pereira Publicado em 05/11/2018, às 10h55 - Atualizado às 13h51

Obras no Nova Lima, outro bairro da região norte de Campo Grande. (Divulgação, Prefeitura)
Obras no Nova Lima, outro bairro da região norte de Campo Grande. (Divulgação, Prefeitura) - Obras no Nova Lima, outro bairro da região norte de Campo Grande. (Divulgação, Prefeitura)
Empreiteira vai receber R$ 28,5 milhões para asfaltar região do Anache e José Tavares
Na região norte, são investidos R$ 24 milhões no Nova Lima. (Foto: Divulgação/Prefeitura)

A empreiteira Equipe Engenharia Ltda foi a vencedora da licitação para fazer as obras de drenagem e pavimentação nos bairros da região do Jardim Anache, conforme publicação no Diário Oficial de Campo Grande desta segunda-feira (5). A empresa também ganhou a concorrência para fazer os mesmos serviços no chamado complexo José Tavares, norte da cidade, na saída para Cuiabá.

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) homologou as duas licitações, que juntas somam R$ 28,5 milhões de recursos de um financiamento do PAC Pavimentação e contrapartida do município, em parceria com o Governo do Estado. Os processos serão encaminhados para Caixa Econômica Federal que, depois de avaliação técnica, vai autorizar a emissão da ordem de serviço.

A Prefeitura afirma que pretende iniciar no primeiro trimestre de 2019 as duas frentes de drenagem, pavimentação e recapeamento, nesta região que concentra cerca de 40 mil moradores.

As obras tinham incialmente o orçamento de R$ 33,8 milhões, que foi reduzido em 6,3% com a concorrência. O recurso será investido no asfalto de 25 quilômetros de ruas e recuperar 8 quilômetros de pavimento (com microrrevestimento e recapeamento), além da construção de calçadas e sinalização.

Complexo José Tavares

No chamado Complexo José Tavares, a disputa na licitação reduziu em R$ 3,5 milhões o orçamento, de R$ 21.625.676,73 para R$ 18.146.238,82. O projeto prevê implantação de 4,3 km de drenagem, 14,12 quilômetros de pavimentação, 3,6 km de recapeamento, abrangendo ruas como o trecho final da Avenida Zulmira Borba (que no trecho entre a Avenida Cônsul Assaf Trad e  a Jerônimo de Albuquerque será duplicada, dentro do projeto Nova Lima etapa A). Também será refeito o asfalto da Rosa Maria Lopes e da Santo Augusto.

Além do Residencial José Tavares do Couto, que dá nome ao complexo, receberão infraestrutura os conjuntos habitacionais Oscar Salazar, Silvestre I, II e III, Tarsila do Amaral, Vida Nova 2, José Prates, Coriolando da Silva Correa (I e II) e  Parque Iguatemi,  Tarsila do Amaral, Vida Nova II, José Prates, Coriolando da Silva Correa I e II e Parque Iguatemi.

Jardim Anache

O  preço de referência do projeto de pavimentação e drenagem do Jardim Anache caiu 16,1%, de R$ 12.270.553,12 para R$ 10.306.572,31. Está programada a implantação de 2,5 quilômetros de drenagem;  11 quilômetros de pavimentação, 4,6 km  de recapeamento, além de calçadas. Entre as vias que terão o pavimento refeito está a  Rua Lino Villacha,  principal acesso ao Hospital São Julião para quem chega pela Avenida Cônsul Assaf Trad. Também  serão recapeadas ruas como a Francisco Pereira Coutinho, Farid Jorge, Hanna Anache e Elias Chacha, que receberá  drenagem num trecho de 300 metros, para escoamento das águas pluviais no Córrego Botas.

A Rua Francisco Pereira, que começa no Anache e se estende até o  prolongamento da Rua Marques de Herval (o corredor do Nova Lima), atravessa vários conjuntos habitacionais  da região. A via  será asfaltada no trecho ainda não pavimentado, após a Avenida Zulmira Borba.

*Com assessoria

Jornal Midiamax