Política / Transparência

Em reunião de Conselho, MP-MS arquiva vinte e quatro investigações sigilosas

Reunião tinha mais de 30 inquéritos sigilosos em pauta

Joaquim Padilha Publicado em 11/07/2018, às 09h12 - Atualizado às 15h45

None
conselho_superio_mpe-ms_detran-ms.jpg

Em reunião do Conselho Superior do MP-MS (Ministério Público Estadual) no último dia 3 de julho, os procuradores de Justiça de Mato Grosso do Sul deliberaram pelo arquivamento de vinte e quatro investigações sigilosas.

Ao todo, trinta e dois inquéritos civis e procedimentos investigativos sigilosos estavam incluídos na pauta da reunião do Conselho naquele dia, para deliberação sobre arquivamento ou prosseguimento das investigações.

Três inquéritos civis sigilosos, originários das comarcas de Campo Grande, Sidrolândia e Naviraí, permanecem sem deliberação por conta da ausência justificada do conselheiro Antonio Siufi Neto na reunião, relator dos processos.

Já outros três processos, de Dourados e Campo Grande não tiveram o arquivamento homologado, nos termos dos votos dos relatores. Em dois deles, o Conselho deliberou pelo declínio de atribuição ao MPF (Ministério Público Federal), que deverá passar a comandar as investigações.

Procedimentos sigilosos do MP-MS só podem ser consultados mediante o requerimento na Promotoria de Justiça de origem. As deliberações da reunião do Conselho do último dia 3 de julho foram publicadas no Diário Oficial do MP-MS desta quarta-feira (11).

Jornal Midiamax