Política / Transparência

Codecon aprova projeto que pode gerar 74 empregos e investimentos de R$ 21 milhões

A Prefeitura de Campo Grande divulgou que na última reunião do Codecon (Conselho de Desenvolvimento Econômico de Campo Grande) cinco projetos de diferentes empresas foram aprovados e deverão receber incentivos fiscais do município. Se aprovados na Câmara de Campo Grande, os cinco projetos deverão culminar na criação de 74 empregos diretos e investimentos de pouco […]

Ludyney Moura Publicado em 30/10/2018, às 13h05

(Foto: Divulgação/PMCG)
(Foto: Divulgação/PMCG) - (Foto: Divulgação/PMCG)

A Prefeitura de Campo Grande divulgou que na última reunião do Codecon (Conselho de Desenvolvimento Econômico de Campo Grande) cinco projetos de diferentes empresas foram aprovados e deverão receber incentivos fiscais do município.

Se aprovados na Câmara de Campo Grande, os cinco projetos deverão culminar na criação de 74 empregos diretos e investimentos de pouco mais de R$ 21 milhões. A reunião do Conselho aconteceu na noite de ontem, segunda-feira (29).

“A reunião de hoje foi das mais produtivas porque conseguimos aprovar por unanimidade. Cinco projetos em diferentes áreas, cujos investimentos e criação de novos empregos serão muito significativos para o desenvolvimento empresarial de Campo Grande”, frisou o titular da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e de Ciência e Tecnologia), Abrahão Malulei Neto.

Além de analisar as propostas das empresas, com informações sobre geração de empregos diretos e valor dos investimentos, o Conselho também discute a concessão de benefícios, como doação de terrenos e incentivos fiscais.

Confira os projetos aprovados pelo Codecon:

– Laticínios Tradição de Minas – Indústria e Comércio de Produtos Lácteos – investimento previsto de R$ 5,134 milhões com criação de 17 empregos diretos; concedida doação de área de até 50 mil m² e redução do ISSQN para 3% sobre as obras de construção civil;

– R&A Comércio de Mármores e Granitos – investimento previsto de R$ 1,258 milhões com criação de 13 novos empregos diretos; foi concedida doação de área de até 20 mil m² e isenção de 30% do IPTU por 3 anos;

– Sigo Procedimentos Homeopáticos (produção e comercialização de medicamentos veterinários de natureza homeopática) – investimento de R$ 320 mil e criação de 14 novos empregos diretos, foram concedidos os seguintes benefícios: redução de 50% do IPTU por 7 anos, redução do ISSQN para 3% incidente sobre as obras de adequação das instalações.

– Centro Radiológico Campo Grande – investimento previsto de R$ 12,254 milhões com criação de 20 novos empregos diretos; foram concedidos os seguintes benefícios: redução para 3% do ISSQN incidente sobre as obras de construção civil e isenção de 80% do IPTU por 8 anos;

– G3S Comércio e Indústria de Ferro e Aço (processamento e comércio atacadista de resíduos sólidos metálicos) – investimento previsto de R$ 2,473 milhões com criação de 10 novos empregos diretos; concedida doação de área de até 26 mil m², redução da alíquota do ISSQN para 3% sobre as obras de construção civil e isenção de 50% do IPTU por 5 anos.

Jornal Midiamax