Nomeada na SAS é flagrada fazendo ensaio como modelo no expediente

Após flagra, Prefeitura diz que dia será descontado da servidora
| 18/04/2017
- 00:50
Nomeada na SAS é flagrada fazendo ensaio como modelo no expediente

Após flagra, Prefeitura diz que dia será descontado da servidora

Servidora pública lotada na SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social) foi flagrada participando de um ensaio fotográfico durante horário em que deveria cumprir expediente. As fotos, tiradas no momento em que a funcionária deveria estar trabalhando, estampam a campanha da nova coleção de uma loja de roupas especializada em moda evangélica.

O caso aconteceu na última quarta-feira (12). Pela manhã, a servidora Ruth Vieira dos Santos Mesquita, conhecida como Ruth do Flávio, participou de uma capacitação de técnicos municipais que atuam como entrevistadores do Cadastro Único e do Programa Bolsa Família, promovida pela Secretaria Estadual de Assistência Social. Em fotos do curso divulgadas no site do Governo do Estado no dia do evento, Ruth aparece juntamente com outros técnicos.

“Ela ficou apressando para que adiantassem a prova e disse que tinha um compromisso à tarde. Quando perguntaram o motivo de tanta pressa, ela respondeu que tinha salão marcado. Agora a pergunta que não quer calar, no período das 13h às 17h30 ela não deveria estar na SAS”, explica denunciante que preferiu não se identificar.

Dois subordinados à Ruth também teriam sido dispensados por ela, sob o argumento de que ela era “uma boa chefe”.

Na manhã de quinta-feira (13), um dia após o ensaio, a empresa publicou as fotos da servidora em uma rede social. “A Loja agradece a belíssima Ruth do Flávio pela participação no comercial da Loja, onde com o seu charme e graciosidade, enriqueceu ainda mais o trabalho”, diz publicação. 

Conforme informações do Portal da Transparência da Prefeitura de Campo Grande, Ruth Mesquita foi nomeada no dia 1° de janeiro de 2017 com salário de R$ 3.968,52. 

Nesta segunda-feira (17) fomos até a sede da SAS, mas não fomos autorizados a falar com a servidora, nem mesmo para comprovar se ela estava trabalhando. Por telefone e pelas redes sociais também não conseguimos contato. 

Entramos em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura que informou que 'a servidora alegou que já tinha compromisso marcado antes de ser nomeada e se ausentou das atividades neste período". Conforme o Município "ela foi advertida e terá a falta descontada do salário". Não conseguimos contato com a proprietária da loja de roupas.

Veja também

Começa nesta terça-feira (28) julgamento que pode anular contrato bilionário do Consórcio Guaicurus

Últimas notícias