Política / Transparência

MPE-MS recomenda exoneração de servidora por ser sobrinha de diretora

Pedido é da 29ª Promotoria

Evelin Cáceres Publicado em 28/09/2017, às 13h26

None

Pedido é da 29ª Promotoria

O MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) recomendou que a Prefeitura de Campo Grande exonere todos os nomeados em cargo em comissão ou ocupantes de função de confiança que detenham grau de parentesco, nos casos em que se configure o nepotismo, de acordo com publicação do diário oficial do órgão desta quinta-feira (28).

O pedido é da 29ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social de Campo Grande e foi baseado em um inquérito civil que investigava suposto caso de nepotismo no IMPCG (Instituto Municipal de Previdência). Na recomendação, é solicitada a exoneração de Luciana da Silva Vilela por ser parente de terceiro grau da diretora de Administração e Finanças.

O promotor autor da recomendação, Adriano Lobo Viana de Resende, solicita que a Prefeitura identifique e exonere todos os nomeados em cargo em comissão ou ocupantes de função de confiança caso configure nepotismo. Se o detentor de cargo for efetivo na instituição, deve retornar ao cargo de origem.

A Prefeitura tem 15 dias para informar se cumprirá a recomendação. 

Jornal Midiamax