Política / Transparência

Câmara define vereadores de comissão que vai acompanhar contrato da Santa Casa

Grupo terá 180 dias para investigar origem de problemas em contrato

Joaquim Padilha Publicado em 11/09/2017, às 13h20 - Atualizado em 23/07/2020, às 19h42

None

Grupo terá 180 dias para investigar origem de problemas em contrato

O presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador João Rocha (PSDB), tornou pública nesta segunda-feira (11) a nomeação dos cinco vereadores que irão compor a comissão especial que terá 180 dias para acompanhar a execução do contrato entre a Prefeitura da Capital e a Santa Casa, destinado a prestação de serviços e assistência em saúde.

Irão compor a comissão os vereadores Delegado Wellington (PSDB), Cazuza (PP), Dr. Wilson Sami (PMDB), Ayrton Araújo (PT), e Lucas de Lima (SD). A criação do grupo foi determinada após votação na Câmara no fim de agosto, a pedido dos vereadores Fritz (PSD), Carlão (PSB) e Ayrton Araújo.

A proposta de criar uma Comissão Especial Temporária para acompanhar o contrato entre Santa Casa e Prefeitura surgiu após o agravamento da crise no hospital. A instituição chegou a fechar os portões do pronto-socorro no início do mês para os pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde).Câmara define vereadores de comissão que vai acompanhar contrato da Santa Casa

A medida afetou o atendimento de mais de 80% dos pacientes que chegam ao pronto-socorro da unidade. Sendo o maior hospital de Mato Grosso do Sul, com mais de 600 leitos, a Santa Casa alegou superlotação. Com a comissão, os vereadores pretendem investigar qual é a origem dos problemas.

“A Santa Casa afirma que o recurso é insuficiente. A Câmara vai investigar o repasse do poder público municipal, se o que o Município repassa corresponde ao serviço e se o problema é na Santa Casa ou no Município”, explicou o vereador Fritz.

Jornal Midiamax