Política / Transparência

Selco é multada em R$ 470 mil e fica impedida para licitações da Agesul

Empresa não teria cumprido obrigações de contrato 

Joaquim Padilha Publicado em 08/09/2016, às 14h34

None
selcofuncionarios.jpg

Empresa não teria cumprido obrigações de contrato 

 A empresa Selco Engenharia Ltda, responsável por parte da operação tapa-buracos em Campo Grande, foi multada em R$ 470 mil pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) do governo estadual, por inexecução das obrigações de um contrato firmado para obras de pavimentação em Dourados.

Segundo a decisão da Agesul, publicada nesta quinta-feira (8), a empresa ainda ficará impedida de contratar com o poder público durante um ano. Pelo contrato, a empresa deveria executar obras de pavimentação asfáltica, drenagem, além de construir uma rotatória de acesso na MS-156, no Distrito Industrial de Dourados.

Selco

A Selco Engenharia Ltda é a mesma empresa que teve funcionários flagrados tapando 'buracos fantasmas' durante as operações de tapa-buraco em Campo Grande, no ano passado. A empresa possui diversos contratos com o município.

A construtora faz parte do pequeno grupo de empresas e empresários que tiveram mais de R$ 315 milhões de bens bloqueados na Justiça por suspeitas de participarem de um esquema de desvio de verbas públicas durante a tapa-buracos.

Segundo os promotores de Justiça, ocorreram atos de irregularidades na contratação de pequeno grupo de empresas, danos que custaram ao erário mais de R$ 372 milhões até janeiro de 2015. Somente a Selco abocanhou R$ 28,7 milhões até junho do ano passado, todos devido a obras do tapa-buracos feitos na Capital. Ao todo, foi calculado um prejuízo de R$ 22 milhões nos serviços e superfaturamento de 88% do valor cobrado pelas empresas. 

(Sob supervisão de Evelin Araujo)

Jornal Midiamax