Política / Transparência

Repasse de R$ 400 mil a time de futebol é investigado pelo MPE-MS

Clube é presidido por vereador da cidade

Joaquim Padilha Publicado em 05/08/2016, às 12h29

None
estadio_ninho_da_aguia.jpg

Clube é presidido por vereador da cidade

O MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) abriu um inquérito civil para investigar a legalidade dos repasses feitos pela Prefeitura Municipal de Rio Brilhante ao time de futebol Esporte Clube Águia Negra. Em fevereiro de 2015, R$ 400 mil foram repassados ao clube dentro em um convênio assinado pelo prefeito da cidade, Sidney Foroni.

O repasse fez parte de um pacote de convênios com entidades da cultura e esporte, e foi o de maior valor dentre os beneficiados. Ao todo, doze entidades receberam R$ 848 mil, mas só o time do Águia Negra recebeu 47% desse montante. Na época, o clube era o vice-campeão do campeonato sul-mato-grossense.

As investigações pretendem, além de apurar a legalidade dos repasses, verificar se o convênio firmado cumpriu com seus objetivos, de desenvolver “projetos voltados para segmentos da sociedade garantindo a inclusão social e a valorização da população rio brilhantense”.

O time tem como presidente o vereador Iliê Martins Vidal, filho do ex-prefeito de Rio Brilhante.

(Sob supervisão de Evelin Araujo)

Jornal Midiamax