Política / Transparência

Governo cria comissão e convida órgãos para auditar Aquário do Pantanal

Na segunda-feira, governador e convidados farão visita de avaliação às obras

Midiamax Publicado em 02/01/2015, às 18h51

None
aquario.jpg

Na segunda-feira, governador e convidados farão visita de avaliação às obras

O governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), anunciou na manhã desta sexta-feira (2), durante entrevista na Governadoria, que vai criar uma comissão e convidar MPE (Ministério Público Estadual), MPF (Ministério Público federal), CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo), Crea (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso do Sul) e TCE (Tribunal de Contas do Estado) para auditar a obra do Aquário do Pantanal.

A obra foi interrompida pelo governador e só terá continuidade depois que a auditoria for concluída. Na próxima segunda-feira (5), Azambuja fará uma visita ao local para verificar a situação da construção, que deveria ter sido entregue no fim do mandato do ex-governador André Puccinelli (PMDB), e assinar o decreto que determina a auditoria.

A intenção, segundo Azambuja, é analisar se a obra corresponde aos custos, que a princípio foram estimados em R$ 84.749.754,23, mas já chegam a R$ 203 milhões, incluindo os R$ 14,9 milhões injetados pela Petrobras e as suplementações carimbadas pela Assembleia.

“Vamos fazer uma auditoria para reconhecer se o que foi feito está bem feito, dentro dos custos racionais, e se o que falta dá para ser concluído com os R$ 34 milhões que ficaram em uma conta do Fundo de Compensação Ambiental”, explicou o governador.

A visita está programada para a próxima segunda-feira, às 7 horas, e deve ser acompanhada por representantes dos órgãos que vão integrar a comissão: MPF, MPE, TCE, CAU e Crea.

Jornal Midiamax