Política / Pimenta

Pesquisa eleitoral de consumo interno surpreende com nomes diferentes para eleições de 2022 em MS

Quem viu relatório da pesquisa eleitoral acha que cenário nacional pode mudar disputa pelo governo de Mato Grosso do Sul

Da Redação Publicado em 20/12/2021, às 08h05

Pesquisa eleitoral em Mato Grosso do Sul teria nomes diferentes dos anunciados por alguns partidos para 2022
Pesquisa eleitoral em Mato Grosso do Sul teria nomes diferentes dos anunciados por alguns partidos para 2022 - (Reprodução, TSE)

Pesquisa eleitoral em Mato Grosso do Sul, mesmo feita para consumo interno, tem despertado curiosidade porque ensaia cenário diferente do que a maioria das legendas anuncia para disputa pelo Governo de MS nas eleições de 2022.

Os nomes 'diferentes' casam com movimentos nacionais que, segundo quem acompanha, poderiam mudar radicalmente acordos e alianças entre os principais grupos políticos sul-mato-grossenses. E já tem gente apostando que as surpresas poderiam vir à tona antes do esperado, acompanhando anúncios nacionais.

Enquanto alguns continuam gastando sola de sapato e embalando o projeto, outros estariam preparando estrutura para começar o jogo 'de verdade'. O esforço, inclusive, seria para manter tudo longe dos holofotes.

"Nesta fase, quanto mais movimentos, mais gastos desnecessários. É tudo prematuro ainda e, quem pretende jogar de verdade, tem que guardar fôlego para a hora certa. Gritaria de vestiário não ganha a partida", ensina experiente articulador partidário.

Pesquisa eleitoral para 2022 em Mato Grosso do Sul

Estatísticos e estrategistas comentam que as pesquisas eleitorais para eleição de 2022 em Mato Grosso do Sul, mesmo aquelas feitas para consumo interno, estariam queimando a largada e sondando recortes de realidades mais sujeitas a variações das distrações que noticiário, cotidiano e redes sociais podem provocar.

Tudo porque, avaliam, a escolha de nomes ainda não está efetivamente na agenda dos eleitores sul-mato-grossenses. Assim, esses números indicariam mais recortes momentâneos das preferências e rejeições genéricas dos eleitores.

E esses dados, explicam, tendem a mudar quando confrontados com o cenário eleitoral 'pra valer'.

Sabendo de algo que MS precisa saber? Conta pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax