Política / Justiça

Pecuarista pede R$ 250 mil por comprar fazenda de Giroto bloqueada em processo

Fazenda vale R$ 1,5 milhão

Jessica Benitez Publicado em 25/01/2017, às 19h47

None
giroto_1.jpg

Fazenda vale R$ 1,5 milhão

O pecuarista Arino Marques ajuizou ação na Justiça pedindo indenização de R$ 250 mil por danos morais ao ex-deputado federal e ex-secretário de Obras, Edson Giroto, sua esposa Raquel Giroto e ao engenheiro agrônomo Flávio Garcia. Ele alega nos autos que recebeu como pagamento de uma venda, fazenda no valor de R$ 1,5 milhão que era do investigado, porém que está bloqueada devido a Operação Lama Asfáltica.

De acordo com o relato, tudo ocorreu da seguinte forma: Flávio comprou fazenda de Arino e como parte do pagamento deu propriedade que era do ex-parlamentar. Na negociação, ele não constatou que o bem estava sequestrado pela Justiça e foi informado pela locatária.

“Desta forma, ao buscar informações junto a 3ª Vara Federal de Campo Grande (MS), o Requerente veio a saber que o mandado de sequestros e deu no bojo da operação denomina da ‘Lama Asfáltica’ , onde entre os investigados consta mas pessoas dos Requeridos”.

Além disso, o pecuarista, residente em Dourados, alega que foi intimado pela Polícia Federal a prestar esclarecimento sobre a compra e venda da respectiva fazenda, “sendo que conjecturas foram feitas de que este teria participação nas irregularidades supostamente cometidas por aqueles”.

Foto – Divulgação

Jornal Midiamax