Política / Justiça

Pai que perdeu bebê dirigindo bêbado paga R$ 4,6 mil para deixar cadeia

Justiça considerou a perda ao definir a fiança

Midiamax Publicado em 08/05/2017, às 18h57

None
eebc5e77-e8f5-4354-9c76-b3b139bd03b1.jpg

Justiça considerou a perda ao definir a fiança

Depois de pagar fiança de mais de R$ 4,6 mil, o pai do bebê de 8 meses morto em um acidente de trânsito na madrugada deste domingo (7), ganhou a liberdade provisória. Sérgio Augusto Barbosa Xavier Júnior, de 25 anos, foi preso por embriaguez após fugir e causar a colisão que matou o filho.

O rapaz foi preso em flagrante depois que o exame de alcoolemia apresentou um resultado de 0,76 miligrama de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. O delegado que realizou a flagrante fez o pedido pela prisão preventiva para Sérgio, que foi negado pelo juiz na manhã desta segunda-feira (8), durante a audiência de custódia.

Para a decisão, o juiz levou em consideração a morte do bebê e por isso concedeu a liberdade provisória ao suspeito, mediante ao pagamento de 5 salários mínimos, o equivalente a R$ 4,685 mil. “Possui residência fixa, é casado, sofreu a perda de seu filho menor de idade, razões pelas quais concedo a liberdade provisória”.

Além do pagamento da fiança, Sérgio se comprometeu a comparecer mensalmente em juízo para justificar suas atividades. O condutor do outro veículo envolvido no acidente, um Fiat Uno, também estava embriagado e pagou um salário mínimo, ao seja R$ 937, para ser solto. Ele também deverá comparecer mensalmente perante o juiz.

O acidente

O jovem, de 25 anos, estava dirigindo bêbado e se envolveu no acidente quando fugia de outra batida que já tinha provocado.  Na madrugada de domingo (8), por volta das 2 horas, Sérgio dirigia um veículo Fiat Uno pela Rua Palestina.

Ele fugia em alta velocidade de outro acidente na mesma rua e ao fazer a conversão na Rua Yokoama, invadiu a contramão e colidiu de frente com um veículo Fiat Pálio, onde estavam cinco pessoas da mesma família. No Palio estavam o motorista, de 44 anos, e outros quatro adolescentes, duas filhas do condutor, o namorado de uma delas e uma sobrinha.

Os jovens ficaram feridos. Uma das meninas foi levada para a Santa Casa e os outros tiveram de ser encaminhados para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Vila Almeida.

No Fiat Uno estavam o motorista, o bebê de 8 meses, a mãe e uma menina, de 9 anos. O bebê estava no colo da mãe, e durante a colisão bateu a cabeça no para-brisa. O menino não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Segundo a polícia, Sérgio só descobriu sobre a morte do filho no momento em que foi liberado para ir ao velório escoltado por policiais da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro. Conforme apurado pela reportagem, ele e temia a reação dos familiares no local e depois de se despedir do menino volto para a delegacia, até ser levado para a audiência que determinou sua liberdade.

Jornal Midiamax