Política / Justiça

Justiça nega liberdade a homem que contratou adolescente para matar ex-mulher

Crime aconteceu em dezembro de 2016

Midiamax Publicado em 27/06/2017, às 13h03

None

Crime aconteceu em dezembro de 2016

Os desembargadores da 1ª Câmara Criminal negaram o pedido de liberdade de Osmar de Campos, mandante do assassinato de Fernanda de Andrade Oliveira, de 23 anos. A jovem foi morta no dia 17 de dezembro em Paranaíba, 407 quilômetros de Campo Grande, depois que um adolescente de 15 anos, contratado pelo réu, a feriu com dois disparos.

Depois do crime, Osmar fugiu para o estado do Mato Grosso e só foi preso em março deste ano na cidade de Pitangui. Alegando que o suspeito tem quatro filhos menores de idade, um deles sob sua guarda, residência fixa, profissão certa e não deixaria de prestar contas à justiça, a defesa entrou com um habeas corpus pedindo a liberdade provisória, ou a prisão domiciliar do cliente.

No documento, a defesa ainda afirma que a livre, Osmar não prejudicaria a ‘paz pública ou ordem social e econômica’, nem atrapalharia a ‘instrução criminal ou aplicação futura da lei’, pontos que foram contestados pelo desembargador Geraldo de Almeida Santiago, relator do processo.

Para ele, o fato de Osmar ter fugido do Estado é indício de que ele possa vir a “furtar-se da aplicação da lei”. Além disso, no seu voto, o relator alegou que a prisão preventiva está fundamentada na periculosidade do suspeito, que contratou um adolescente para cometer o crime para ele. Por isso, bons antecedentes não interferem na decisão.Justiça nega liberdade a homem que contratou adolescente para matar ex-mulher

O desembargador ainda defende que não há provas suficientes da comprovação de residência fixa e emprego e nem sobre a dependência da filha, uma menina de 12 anos, dele, já que por meses ele permaneceu foragido em outro estado.

Entenda o crime

Na noite do dia 17 de dezembro, Fernanda foi surpreendia pelo autor, que estava com um capacete preto na cabeça. Assim que se aproximou, o suspeito sacou a arma e disparou. Ferida, a jovem foi socorrida ainda com vida e levada para a Santa Casa da cidade, onde os médicos ainda tentaram a reanimar, mas sem sucesso.

O autor dos disparos fugiu. Ainda de capacete ele entrou no carro que pertencia a Osmar, um Chevrolet Corsa. Os policiais foram até a casa do proprietário do veículo e lá encontraram o capacete idêntico ao usado pelo autor do feminicídio em cima do tanque, mas o homem de 52 anos não foi encontrado.

As investigações levaram a polícia a um adolescente de 15 anos. Em janeiro ele foi apreendido e confessou ter sido contratado por Osmar, na época seu amigo, para matar Fernanda. O mandante do crime só foi encontrado meses depois, na zona rural de Pitangui, um uma ação da Polícia Civil de Paranaíba e do MT.  

Sites de locais chegaram a divulgar que antes de fugir para o estado vizinho, o preso vendeu vários móveis da casa, comprovando que o crime foi premeditado. Fernanda estava separada há um mês do suspeito quando foi morta.

Familiares da jovem relataram a polícia que ele não aceitava o fim do relacionamento e fazia constantes ameaças a Fernanda, que ainda assim negava reatar com Osmar. Em uma ocasião, o homem chegou a falar que compraria um revólver para matar a ex, mas nenhum desses casos foram registrados na polícia. (Foto: Fernando tinha 23 anos quando foi morta/ arquivo pessoal)

Jornal Midiamax