Política / Justiça

Justiça Federal suspende reintegração de posse em terra indígena de Japorã

O Tribunal Regional Federal de 3º Região, por meio de seu presidente, desembargador Newton De Lucca,  suspendeu, nesta terça-feira (17), a liminar de reintegração de posse da Fazenda Chaparral, uma das propriedades que incidem sobre a Terra Indígena Yvy Katu, em Japorã, distante 484 quilômetros de Campo Grande. De acordo com o advogado terena, Luiz Henrique Eloy, […]

Arquivo Publicado em 17/12/2013, às 17h11

None

O Tribunal Regional Federal de 3º Região, por meio de seu presidente, desembargador Newton De Lucca,  suspendeu, nesta terça-feira (17), a liminar de reintegração de posse da Fazenda Chaparral, uma das propriedades que incidem sobre a Terra Indígena Yvy Katu, em Japorã, distante 484 quilômetros de Campo Grande. De acordo com o advogado terena, Luiz Henrique Eloy, esta propriedade é uma das mais conflituosas.

Conforme o advogado há recursos ainda para serem julgados referentes à reintegração de posse das fazendas São Jorge (antigo Agrolac), da Remanso Guasu e propriedades menores da região, onde incidem 14 propriedades rurais. A terra foi declarada com indígena em 2005.

Atualmente, 4.500 índios da etnia guarani ñandeva ocupam a região. Há quatro dias, eles iniciaram um ritual religioso de “despedida da vida na terra” para resistir à reintegração de posse prevista para ser executada pela Polícia Federal nesta quarta-feira (18).

O despejo dos índios foi requerido pela juíza da 1ª Vara da Justiça Federal de Naviraí e a suspensão foi solicitada pela Funai Fundação Nacional do Índio (Funai ), nesta segunda-feira (16).

Jornal Midiamax