Política / Bastidores

[BASTIDORES] Parabéns

Da Redação Publicado em 22/06/2021, às 06h30

None

Parabéns

Durante a live periódica do Governo do Estado no Facebook, o secretário de estado de Saúde, Geraldo Resende, elogiou os prefeitos que seguiram à risca as recomendações do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia). Gestores da Capital e do interior contestaram a última avaliação do comitê.

Corajosos

"Muitos municípios cumpriram nosso decreto, inclusive alguns foram mais rigorosos. Quero elogiar a coragem de prefeitos e prefeitas que mantiverem o decreto apesar da pressão de setores da economia", disse durante a divulgação do boletim da Covid-19.

Não vem aí

O MPMS (Ministério Público do Estado) chegou a recorrer para restabelecer o decreto estadual em algumas cidades e até obteve liminar favorável, mas a decisão foi derrubada no fim da tarde de sexta-feira (18).

Problemas no palácio

A Assembleia Legislativa enfrentou problemas técnicos na semana passada que impediram a publicação do Diário Oficial do Legislativo por dois dias. Uma nota de esclarecimento foi publicada na edição de sexta-feira (18).

Júnior

O presidente da Alems nomeou Flávio Renato Rocha de Lima Filho como assessor parlamentar no gabinete do deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB). O ato é retroativo a 1º de junho.

Quem?

Lima é filho do ex-vereador de Campo Grande Flávio Renato, que atuou entre as décadas de 1980 e 1990. Flávio se afastou da vida pública após perder a eleição de 2008 ao lado da candidato a prefeito Vander Loubet (PT), de quem foi vice na chapa.

Treta

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), voltou a criticar o presidente Jair Bolsonaro. Na segunda-feira (21), o chefe do Executivo voltou a desentender com um jornalista.

Cala-boca

Questionado sobre o passeio motociclístico em São Paulo na última semana, Bolsonaro atacou uma repórter da TV Vanguarda, afiliada da TV Globo. "Cale a boca, vocês são uns canalhas. Vocês fazem um jornalismo canalha, que não ajuda em nada. Vocês destroem a família brasileira, destroem a religião brasileira, vocês não prestam", disparou.

"Desequilibrado"

Após o caso, Mandetta chamou Bolsonaro de desequilibrado. "É preciso sabedoria para liderar o país. É preciso ter respeito com a imprensa. É preciso alma para estar junto. É preciso sensibilidade para pacificar. E um presidente desequilibrado não é preciso", escreveu no Twitter.

Todo mundo

A bancada do PT na Assembleia Legislativa enviou requerimento ao Governo do Estado para vacinar toda a população imediatamente. Porém, o Estado depende do repasse de vacinas pelo Ministério da Saúde e uma compra direta ainda está emperrada.

Jornal Midiamax