Política / Bastidores

[ BASTIDORES ] De volta ao palanque

Da redação Publicado em 22/04/2021, às 06h30

None

Pizza?

Relator da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) da JBS, em 2017, o ex-ministro e ex-deputado federal Carlos Marun (MDB-MS) não vê um grande futuro na CPI da Covid, que será instalada pelo Senado na próxima semana.

Prossegue

"Não vejo como oportuna no momento, mas se reuniu as assinaturas necessária, então o certo é prosseguir com a instalação", disse ao Jornal Midiamax.

Fraca

Para o emedebista, atualmente as CPIs causam pouco impacto. "As CPIs não surgem do acaso e já perderam sua força. Dizer que vão esclarecer é forçar um pouco a barra", avaliou.

Cada um no seu quadrado

Marun aponta que incluir prefeitos e governadores no escopo de investigação não é correto. "Cabe às Assembleias e as Câmaras Municipais investigar prefeitos e vereadores", frisou.

Palanque?

"Ainda é cedo para dizer se a CPI vai virar palanque", respondeu o ex-ministro quando perguntado se integrantes da comissão podem se aproveitar da expsição mirando em 2022. Ele sim Marun defendeu a eventual indicação do senador Renan Calheiros (MDB-AL) como relator da CPI da Covid. "Tendo o Renan como relator, que é um grande conhecedor da política, a CPI vai avançar", afirmou.

Será que vem aí?

Porém, ele lembrou que nem sempre os convocados a depor comparecem. "Eu intimei o [ex-procurador-geral da República Rodrigo] Janot, mas um habeas corpus o desobrigou a prestar depoimento", relatou.

Relaxa

Por fim, o ex-ministro disse que o presidente Jair Bolsonaro não tem com o que se preocupar. "CPI não é o fim do mundo. Não vejo coisas bombásticas surgindo que possam por a continuidade do governo em risco", finalizou.

Erros no Paço

A prefeitura de Jardim preferiu garantir que o novo decreto com medidas restritivas fique bem entendido. Após a publicação na edição de segunda-feira (19), o texto foi publicado três vezes na edição de ontem, terça-feira (20).

Esperando

Enquanto o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) não retoma a eleição suplementar em Sidrolândia, os dois candidatos seguem apostando em posts neutros no Facebook. A prefeita interina Vanda Camilo (PP) concorre contra o ex-deputado estadual e ex-prefeito Enelvo Felini.

Comenta aí

Ambos estão apostando nas redes sociais, mostrando a rotina. Vanda tem publicado o dia-a-dia de trabalho, enquanto Enelvo tem falado de assuntos diversos, de família até dicas de vida. "Há momentos em que parece que vamos desmoronar, mas é aí que Deus bota a mão e mostra o seu poder", publicou no domingo (18).

Jornal Midiamax