Política / Bastidores

[ BASTIDORES ] Caiu no esquecimento?

Da Redação Publicado em 15/09/2021, às 06h30

None

Quase dois anos parada

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Energisa na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), criada em novembro de 2019, ainda está travada devido à pandemia da Covid-19.

Pandemia

Com a pandemia da Covid-19, os trabalhos foram suspensos em março do ano passado e o que deveria ter sido concluído em 120 dias, se estende por mais de um ano e meio.

USP

Agora, os funcionários da USP (Universidade de São Paulo) do campus de São Carlos, precisam retornar ao trabalho para concluir a perícia nos 200 relógios recolhidos em Campo Grande.

Laudo

Com o laudo em mãos, o presidente da CPI, Felipe Orro (PSDB), afirmou que dará continuidade na Comissão. Ele disse que deve ser rápido.

Grandes probabilidades

Ainda segundo Orro, há grandes probabilidades de ter erros nos relógios, o que levou à CPI a ser criada.

CPI sem respaldo

Ele ainda reclamou que a CPI sofreu. “Não teve apoio da Assembleia, pela primeira vez, CPI não teve respaldo, houve ação para apagar ela, mas não vai, vamos chegar a um resultado”.

Jornal Midiamax