Política / Bastidores

[ BASTIDORES ] Prêmio de consolação?

Nomeado1 O deputado estadual Pedro Kemp (PT) nomeou Lindomar Ferreira, mais conhecido como Lindomar Terena, para seu gabinete na Assembleia Legislativa. Liderança indígena, ele tentou vaga na Câmara Municipal de Miranda este ano, pelo PT, mas, com 342 votos, não foi eleito. Nomeado2 Kemp também admitiu Francisco Givanildo dos Santos, o popular Professor Francisco, outro […]

Da Redação Publicado em 03/12/2020, às 06h00

None

Nomeado1

O deputado estadual Pedro Kemp (PT) nomeou Lindomar Ferreira, mais conhecido como Lindomar Terena, para seu gabinete na Assembleia Legislativa. Liderança indígena, ele tentou vaga na Câmara Municipal de Miranda este ano, pelo PT, mas, com 342 votos, não foi eleito.

Nomeado2

Kemp também admitiu Francisco Givanildo dos Santos, o popular Professor Francisco, outro candidato petista derrotado nestas eleições. Por sua vez, Francisco disputou para vereador em Campo Grande e somou 1.226 votos.

Bicho

 Nova fase de operação que mira bicheiros em Campo Grande, e agora teve como alvo empresa de títulos de capitalização causou corre corre entre figurões.

Calma

Até artista que é rosto da empresa precisou se explicar por cobranças recebidas nas redes sociais. Ele não demorou muito a acalmar muita gente dizendo que sorteios de prêmios foram suspensos, mas que dinheiro gasto pelos campo-grandenses será devolvido. 

Vereadores condenados

Condenados na esfera criminal por compra de votos nas Eleições 2020, André Vedovato (PDT) e Marcos Roberto (PSDB) conseguiram se eleger vereadores Miranda, distante 210 km de Campo Grande.

‘Ficha suja’

Como a condenação aconteceu depois das votações, ambos os candidatos continuam eleitos e, segundo o chefe do Cartório da 15º Zona Eleitoral de Miranda, Marcos Welber, seus votos só podem ser anuladas se alguém dar um ‘pontapé inicial’ e levar o caso para a apreciação de um juiz eleitoral.

Expressivo

Votação expressiva Vedovato inclusive foi o vereador mais votado, com 897 votos – Roberto teve 477 votos.

Jornal Midiamax