Política / Bastidores

[ BASTIDORES ] Votação de projeto esquenta clima na AL

.

Aliny Mary Dias Publicado em 23/11/2017, às 08h00

None

.

Foi quente

Como esperado, a votação do projeto de lei que altera a legislação previdenciária dos servidores do estado foi tensa na Assembleia Legislativa. Na discussão da proposta, o presidente da sessão, Onevan de Matos (PSDB), permitiu que apenas dois favoráveis e dois contrários se manifestassem na tribuna.

Protesto

​Amarildo Cruz (PT) ficou de fora, protestou contra a limitação e questionou Onevan sobre a legalidade da medida, ao que o presidente respondeu estar previsto no regimento da Casa. “É a primeira vez que vejo usarem artigo do regimento para isso”, rebateu o líder da bancada petista, João Grandão.

Sem defesa 

Como ninguém se prontificou a defender o projeto, Amarildo disse, então, que usaria a tribuna para debater do lado favorável; o que fez todos rirem. Por fim, o deputado teve que aceitar a decisão, não sem antes usar palavras fortes contra a reforma. “Isso é um estupro o que estão fazendo com os servidores”, disparou.

Vaias e moedas

​ Do lado dos servidores, houve vaias, críticas e moedas jogadas em deputados. A votação chegou a ser suspensa para que os “agressores” fossem retirados do plenário, o que acabou não acontecendo.

Comemorou

Advogado André Borges comemorou indicação de Carlos Marun para ocupar ministério de Michel Temer, que decidiu esperar para nomear o político radicado no Estado, e consequentemente vaga aberta para Fábio Trad. “Volta a ser deputado alguém que de lá não devia ter saído quando da última eleição”.

Procura-se

Oficial de Justiça não encontrou o ex-prefeito Alcides Bernal (PP) para notificá-lo sobre ação em que réu. Segundo descreveu o profissional, os vizinhos informaram que ele não está mais morando no endereço e, algum tempo atrás, sua esposa esteve por lá. Contudo, depois, não foi mais vista também. O imóvel está fechado.

Achou

Por outro lado, no final do mês passado, oficial de Justiça conseguiu notifica-lo sobre outra ação a qual responde. No entanto, em outro endereço. Na ocasião, Bernal aceitou e ficou ciente do conteúdo notificado.

Extravio

Casa de Leis desembolsou R$ 1,6 mil pela compra de passagem para legislador. No entanto, segundo consta no portal da transparência, a mesma foi extraviada. Ele iria participar de evento em São Paulo entre os dias 4 e 6 de outubro.

Pagando

​ O mesmo não ocorreu com outro legislador, que conseguiu participar de evento em São Paulo entre os dias 26 e 27 de novembro. Além das passagens pagas, ele recebeu R$ 600 por uma diária.

Visita

Aparentemente o ex-governador André Puccinelli está se recuperando da prisão ocorrida no meio do mês e já começa a tratar de política. Ele foi visto saindo da sede do diretório regional do PMDB, nesta quarta-feira, em seu inconfundível Uno vermelho.

Jornal Midiamax