Política / Bastidores

[ BASTIDORES ] Orçamento 2018 será definido semana que vem

.

Aliny Mary Dias Publicado em 01/12/2017, às 08h00 - Atualizado em 23/07/2020, às 19h42

None

.

Reta final

Ficou para a semana que vem a votação do Orçamento do Executivo para 2018. De acordo com o presidente da Câmara Municipal, João Rocha (PSDB), é provável que o projeto seja colocado em pauta na terça-feira (5) e quinta-feira (7).

Dezembro

João Rocha lamentou que a votação não tenha ocorrido nessa quinta-feira (30), já que o Orçamento nunca foi votado em novembro. Porém, foi necessário retirá-lo de pauta para que alguns ajustes sejam feitos.

Brincadeirinha

O vereador Fritz disse, em tom de brincadeira, que faria uma moção de repúdio ao colega Valdir Gomes, pois não houve decoração natalina no primeiro andar da Câmara Municipal, no qual ficam alguns gabinetes.

Resposta

Em resposta, também em tom de brincadeira, Valdir disse que o primeiro andar da Casa de Leis não precisa de iluminação extra, já que tem o brilho do enfermeiro Fritz. Valdir foi o responsável por emprestar a decoração natalina para o Legislativo.

Desabafo

O deputado Pedro Kemp (PT) utilizou, ontem (30), a tribuna da Assembleia Legislativa para fazer um “desabafo” com críticas aos colegas que faltaram à sessão em que houve a segunda votação do projeto da reforma da Previdência dos servidores estaduais, na terça-feira (28).

Sem justificativa

​ “Isso é brincar com a população, que nos elegeu para estar aqui durante a sessão. Ganhamos bem para estar aqui. Para mim não tem desculpa nenhuma terem faltado, a não ser que esteja doente”, discursou Kemp. Nenhum dos colegas rebateu a fala.

Horário

O parlamentar petista fez questão de dizer que seus pares sabem que a sessão começa às 9h, nas terças, quartas e quintas. E que a partir deste horário devem estar presentes para “debater os problemas do Estado”. “É o mínimo que temos que fazer”, concluiu.

Sertanejos

Coronel David (PSC) diz que tem buscado apoio para seu candidato à Presidência, o correligionário Jair Bolsonaro. Nos próximos dias, cantores sertanejos de Mato Grosso do Sul, Goiás e São Paulo devem manifestar apoio a Bolsonaro, segundo David. “Pessoas que levam milhares a seus shows”, justificou.

Fogo amigo

Proposta da senadora Simone Tebet (PMDB) pode atrapalhar prática do presidente Michel Temer, também do PMDB, que exonera e nomeia ministros parlamentares para votarem projetos de interesse do governo.

Quarentena

​ A PEC apresentada pela senadora impõe uma quarentena de 120 dias no exercício do mandato para que parlamentares exonerados sejam renomeados ministros. Resta saber como Temer receberá a proposta de sua correligionária.

Jornal Midiamax