Política / Bastidores

[ BASTIDORES ] Confusão na AL, mas com selfie

.

Aliny Mary Dias Publicado em 29/11/2017, às 08h00

None

.

Selfies

O protesto dos servidores estaduais contra projeto de reforma da previdência teve de porta quebrada à bomba de gás, mas não faltou tempo para selfies. Tanto policial militar, quanto manifestantes posaram para fotos no meio da confusão.

Desrespeito

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Junior Mochi (PMDB), diz que seria um “verdadeiro desrespeito” à população se não votassem ontem a reforma da Previdência dos servidores estaduais. “Assembleia foi eleita para discutir os projetos e votar, essa é a nossa missão”, afirma.

Desgaste

Mochi não leva em consideração o desgaste político da votação, pois, como presidente, tem que pautar e votar o projeto, pois não cabe a ele retirar de pauta, já que a iniciativa é do Executivo.

Choque

Para que a votação ocorresse com segurança, foi necessário a presença de agentes do Batalhão de Choque da PM. O que o deputado Pedro Kemp (PT) considerou “tudo o que aconteceu aqui foi constrangedor, pela primeira vez o Choque aqui dentro”.

Por fora

Entre servidores, revolta com aprovação do projeto foi ainda maior quando boato de que deputados favoráveis ao projeto teriam recebido emendas milionárias se espalhou. Tinha gente afirmando que parlamentar ganhou R$ 1 milhão em emenda após votação.

Procura-se

 A Justiça não conseguiu encontrar ex-secretário municipal para notifica-lo sobre ação. Os autos tratam de denúncias sobre suposto esquema para desvio de verba pública por meio do serviço de tapa-buracos.

Sem fio

De acordo com relato do oficial de Justiça, o endereço dito pelo ex-secretário não existe. Os dois telefones fixos informados por ele só caem na caixa de mensagem e o número de celular não completa a ligação.

No limite da lei

Pré-candidato conhecedor das leis já tem cumprindo agenda igual a de campanha, fazendo reunião com trabalhadores e empresários no interior. A legislação permite as reuniões, desde que ele não peça votos direta ou indiretamente.

Em família…

O presidente do Conprev (Conselho Estadual de Previdência), Francisco de Assis, que foi contra a reforma, aprovada na terça (28), é irmão de Carlos Alberto de Assis, secretário de Estado de Administração e Desburocratização. Em tempo: Carlos Alberto é uma das maiores lideranças do PSDB, partido do governador

Mais um

Tem gente tentando lançar mais um pré-candidato a governador em MS. Publicação nas redes sociais defende o nome do deputado Pedro Kemp, argumentando que o petista “tem conduta ilibada” e “está a favor do povo”.

Jornal Midiamax