Com expectativa de serem formados, os blocos da Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) ainda seguem indefinidos nesta segunda-feira (13). Assim como Catan (PL), Rafael Tavares (PRTB) pode seguir independente.

Ao Jornal Midiamax, o deputado disse que se não houver um bloco com as ideologias conservadoras, ficará sozinho. “Se não tiver um bloco formado pela direita, provavelmente ficarei sozinho mesmo”, afirmou.

Sobre as comissões, Tavares disse que tem interesse nas comissões de Educação, Cultura, Comércio, Indústria e Turismo, mas disse que vai verificar a possibilidade antes de ingressar em algum bloco. Para fazer parte das comissões, é preciso ser indicado pelos blocos, segundo o Regimento Interno da Casa.

Por outro lado, Coronel David (PL) disse à reportagem que a tendência é integrar bloco do MDB, que também dialoga com o PP para a formação. “Para ter a chance de fazer parte da Comissão de Segurança e reivindicar a presidência. Se ficar isolado, eu não tenho chance”, disse o deputado, que foi o presidente da comissão na legislatura passada.

O deputado Márcio Fernandes (MDB) disse na última semana que o bloco do partido junto ao PL e o PP estava sendo alinhado, mas cravou que haverá a formação de dois blocos. O Midiamax apurou que o deputado não conseguiu se reunir com o governador Eduardo Riedel (PSDB) para debater as questões dos blocos e sobre a liderança da Casa de Leis, que também segue indefinida.

Formação de blocos

Há a possibilidade da formação de dois blocos na Alems: o do PSDB, com os deputados da bancada (Jamilson Name, João Cesar Matogrosso, Lia Nogueira, Mara Caseiro e Zé Teixeira) e os deputados, (PSD), Roberto Hashioka (União Brasil) e (Patriota).

E o segundo bloco, do MDB (Junior Mochi, Renato Câmara e Márcio Fernandes), PP (Londres Machado), PSD (Pedro Pedrossian Neto), (Rinaldo Modesto) e o PL (Coronel David e Neno Razuk) e Republicanos (Antonio Vaz). Seguiriam independentes os deputados João Henrique Catan (PL) e os do PT (Amarildo Cruz e Zeca), além da possibilidade de Rafael Tavares também seguir sem bloco.

21 projetos já foram apresentados

Com três sessões já realizadas na Assembleia Legislativa, as votações não ocorreram e 21 Projetos de Lei seguem ‘travados' na Casa. A primeira sessão realizada na Alems ocorreu no dia 2 de fevereiro e não teve projetos pautados, pois já era esperado que ocorressem discussões para a formação dos blocos.

Assim, sem definição duas semanas após a abertura dos trabalhos, os projetos já protocolados seguem sem análise. Confira os parlamentares que já apresentaram projetos:

  • Deputado Coronel David – 1 Projeto de Lei
  • Deputado Neno Razuk – 1 Projeto de Lei
  • Deputado João Henrique – 2 Projetos de Lei
  • Deputado Lucas de Lima – 1 Projeto de Lei
  • Deputado Pedro Kemp – 2 Projetos de Lei
  • Deputada Mara Caseiro – 8 Projetos de Lei
  • Deputado Marcio Fernandes – 2 Projetos de Lei
  • Deputado Amarildo Cruz – 2 Projetos de Lei
  • Deputado Marcio Fernandes – 1 Projeto de Lei
  • Deputada Lia Nogueira – 1 Projeto de Lei

Por fim, também há o Projeto de Resolução da Mesa Diretora, protocolado no dia em que as sessões voltaram a ocorrer neste ano.

*Colaborou Adriel Mattos