O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) julgou que nove partidos do Estado não prestaram contas. A prestação é referente às Eleições de 2022. Assim, as legendas são impedidas de receber o Fundo Partidário.

As decisões constam em edição do DJEMS (Diário da de Mato Grosso do Sul), desta segunda-feira (29). Dentre os nove partidos que foram barrados de receber o fundo, estão diretórios de três cidades do Estado.

Assim, foram julgadas como não prestadas as contas do MDB de Maracaju, MDB de Santa Rita do Rio Pardo e do MDB de .

Além do PTB de Santa Rita do Rio Pardo e o PNM, diretório de Santa Rita do Rio Pardo. Também constam como não prestadas as contas do: de Santa Rita do Rio Pardo, de Brasilândia, PMN de Brasilândia e o Agir de Santa Rita do Rio Pardo.

Conforme as publicações, com as contas não julgadas, os partidos são “impedidos de receber quota do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha”. A restrição segue até que efetivem a prestação de contas.