Política

Senadora Simone reforça isolamento social em meio a surto de covid e gripe

A parlamentar usou as redes sociais para explicar relação de trabalho e enfrentamento da doença

Mayara Bueno Publicado em 13/01/2022, às 10h52 - Atualizado às 11h10

Senadora Simone Tebet.
Senadora Simone Tebet. - (Foto: Divulgação, Arquivo)

A senadora Simone Tebet (MDB/MS) usou as redes sociais para alertar sobre a necessidade do isolamento social, como forma de evitar contaminação em meio aos surtos de gripe e covid. Mato Grosso do Sul está em alerta para as duas doenças, que têm tido aumento de confirmações. 

"O isolamento é um dever de todos para evitar a contaminação de outras pessoas, independente se você esteja bem ou com sintomas leves". A parlamentar também cita explicações a respeito de atestados médicos, emitidos quando o paciente não está se sentindo bem. Para quem está de home office, só será necessária licença se o quadro de saúde atrapalhar o trabalho ou mesmo impeça. 

Após mudanças adotada pelo Ministério da Saúde, pessoas que apresentam quadros leves ou moderados, podem ficar isolados somente sete dias, mas se houver dúvidas, o médico deve ser consultado. Para gestantes, consideradas do grupo de risco, a Lei 14.151/2021 garante afastamento remunerado e trabalho remoto. Idosos e pessoas com comorbidades têm recomendação de permanecerem com as atividades laborais de casa.

Ainda na postagem, é citado o auxílio-doença após 15 dias de afastamento por Covid-19. Quem é MEI (microempreendedor individual) tem direito no primeiro dia de afastamento, PJ (Pessoa Jurídica), se constribuir como autônomo. A perícia previdenciária pode ser agendada pelo 135 ou 'Meu INSS'. 

Após cura da doença e retorno às atividades presenciais, a apresentação de novo teste negativo fica a critério de cada empresa.

Jornal Midiamax