Por hierarquia, Tereza deve assumir PP em MS, diz Vendramini

Deputado estadual Evander Vendramini colocou o cargo à disposição
| 21/02/2022
- 16:01
Evander Vendramini (PP) colocou à disposição a presidência regional do PP
Evander Vendramini (PP) colocou à disposição a presidência regional do PP - Arquivo, Jornal Midiamax

A ministra da (DEM) está de malas prontas para assumir a presidência do PP em Mato Grosso do Sul. O cargo deve ser deixado pelo atual presidente, deputado Evander Vendramini (PP), por uma questão de hierarquia. 

Vendramini contou ao Jornal Midiamax ter colocado o cargo à disposição tanto para ela, quanto para a Executiva Nacional. “Eu coloquei a presidência à disposição da nacional, da ministra, até por consideração a hierarquia, pela história e trajetória dela, como deputada federal e ministra”.

O deputado estadual disse já ter dado sua contribuição como presidente. “Assumi um partido com 14 provisórias e um diretório no Estado e hoje estamos em 62 municípios com mais de 30 vereadores e quatro prefeitos”.

Ele citou as prefeituras conquistadas pelo PP nas eleições de 2020: Alan Guedes em Dourados, Dr. Lídio em Iguatemi, Vanda Camilo em Sidrolândia e em Costa Rica, Delegado Cléverson.

Ainda conforme o presidente regional, o PP cresceu bastante no Estado e a ministra tem muito mais a contribuir. “Ela tem o maior mandato no partido, expoente a nível nacional e eu coloquei a disposição para que ela indique ou assuma a presidência”.

Evander Vendramini está no PP desde 2002, tendo sido vereador de Corumbá por quatro mandatos e, agora, deputado estadual no primeiro mandato. “Eu sou o parlamentar mais antigo do PP, desde 2002. Essa liberdade de poder decidir eu acho que passa por mim, por ter essa grandeza e deixar a disposição dela”.

Veja também

Dois projetos receberam parecer contrário da Comissão da Alems

Últimas notícias