Política

Tucanos de Mato Grosso do Sul acompanham prévias do PSDB em Brasília

Presidente regional da legenda, Sérgio de Paula já havia antecipado apoio a Eduardo Leite

Gabriel Maymone Publicado em 21/11/2021, às 10h04

Comitiva de MS participa de evento do PSBD em Brasília para definir candidato à presidência da República
Comitiva de MS participa de evento do PSBD em Brasília para definir candidato à presidência da República - Reprodução

Comitiva de tucanos de Mato Grosso do Sul participa neste domingo (21), em Brasília, das prévias para o PSDB definir quem será o candidato do partido à presidência do Brasil para as eleições de 2022. Estão na capital federal o presidente estadual da legenda, Sérgio de Paula, o governador Reinaldo Azambuja, deputados federais e estaduais, prefeitos e vice-prefeitos eleitos pelo PSDB em MS.

Contando com o governador, MS tem 293 filiados com cargos eletivos sendo: 3 deputados federais, 5 deputados estaduais, 35 prefeitos, 15 vice-prefeitos e 234 vereadores. Na quinta-feira (18), o PSDB-MS divulgou que o diretório estadual era o 4º do país em número de filiados cadastrados para votar nas prévias.

A disputa ficará em torno do governador de São Paulo, João Dória, e do chefe do Executivo do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. Os dois estiveram em MS para pedir apoio dos filiados. O ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio também está no páreo, mas não é considerado competitivo. Ele também esteve em MS em busca de votos.

Em publicação oficial pelo site do diretório estadual, De Paula já havia anunciado o apoio do PSDB-MS a Eduardo Leite. "O governador João Dória e Arthur Virgílio (ex-prefeito de Manaus e senador licenciado) são lideranças que honram qualquer partido. Contudo, o sentimento do PSDB de Mato Grosso do Sul é de que Eduardo Leite representa melhor os valores da social democracia, e é esta posição que temos o dever de assumir neste momento de instabilidade política e econômica que o País atravessa", diz a nota.

Ainda conforme o presidente regional, o governador Eduardo Leite conquistou adesão no Estado em função do seu posicionamento político. “É necessário romper com a polarização e evitar o radicalismo. Por conta desse perfil agregador, aqui nossos filiados e lideranças entendem que podemos juntos trabalhar pela pacificação do nosso Brasil”, disse em nota oficial publicada pelo PSDB-MS.

Prévias

Os filiados em todo o país irão utilizar um aplicativo para votar no candidato para a presidência. A votação será encerrada às 14h (horário de MS) e o resultado deve ser anunciado por volta das 16h pelo presidente nacional do partido, Bruno Araújo.

O PSDB-MS divulgou que o Estado tem o 4º maior número de filiados cadastrados pelo aplicativo, ou seja, aptos a votar. Essa porcentagem pode fazer diferença no resultado.

A votação funcionará da seguinte forma: os eleitores foram divididos em 4 grupos com peso de 25% cada: filiados; prefeitos e vices; vereadores, deputados estaduais e deputados distritais e governadores, vices, senadores, deputados federais e ex-presidentes do partido.

O grupo de filiados tem 1,3 milhão de pessoas aptas a votar, mas apenas 44,7 mil optaram em participar. 

Jornal Midiamax