Política

Saúde exonera do Dsei-MS militar da reserva nomeado por Pazuello

Após 8 meses, cargo volta a ficar vago em MS

Guilherme Cavalcante Publicado em 28/05/2021, às 08h06

Joe Saccenti Junior foi exonerado do cargo de Coordenador Distrital de Saúde Indígena do Distrito Sanitário Especial Indígena em Mato Grosso do Sul
Joe Saccenti Junior foi exonerado do cargo de Coordenador Distrital de Saúde Indígena do Distrito Sanitário Especial Indígena em Mato Grosso do Sul - Foto: Prefeitura de Aquidauana | Reprodução

Portaria assinada pelo atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, exonera o militar da reserva, o coronel Joe Saccenti Junior, do cargo de Coordenador Distrital de Saúde Indígena do Distrito Sanitário Especial Indígena em Mato Grosso do Sul. A exoneração conta na edição do DOU (Diário Oficial da União) desta sexta-feira (28).

Saccenti havia sido nomeado pelo então ministro Eduardo Pazuello ao cargo em setembro do ano passado ao cargo, que estava vago havia pouco mais de um mês, após exoneração de Eldo Elcídio Moro, nomeado pelo ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Na edição desta sexta-feira, não há indicação de quem ocupará o cargo deixado por Saccenti. Desta forma, o cargo volta a ficar vago até que o ministro decida por novo nome para ocupar o posto de coordenador.

Vale lembrar que as nomeações ao Dsei são marcadas por polêmicas ao longo do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Antes de Saccenti, o nome de Eldo Elcídio Moro - em substituição de Fernando da Silva Souza - foi considerado controverso, uma vez que Moro é historiador formado pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) e não teria afinidade nem com a questão indígena ou formação específica para o cargo.

Jornal Midiamax