Política

Retomada presencial na Câmara dependerá da situação da pandemia em fevereiro, diz Carlão 

A decisão sobre retomada presencial das sessões ou adoção do modelo virtual será tomada no começo de fevereiro, afirma o presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Carlão (PSB). Até dezembro de 2020, as reuniões estavam sendo feitas no plenário, mas sem presença da população e imprensa, além do uso de máscaras pelos presentes […]

Mayara Bueno Publicado em 08/01/2021, às 10h10 - Atualizado às 10h26

Vereadores durante sessão da Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: Reprodução/Facebook).
Vereadores durante sessão da Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: Reprodução/Facebook). - Vereadores durante sessão da Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: Reprodução/Facebook).

A decisão sobre retomada presencial das sessões ou adoção do modelo virtual será tomada no começo de fevereiro, afirma o presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Carlão (PSB).

Até dezembro de 2020, as reuniões estavam sendo feitas no plenário, mas sem presença da população e imprensa, além do uso de máscaras pelos presentes e disponibilização de máscaras.

Antes, no entanto, houve período com sessões remotas e apenas integrantes da Mesa Diretora no prédio da Câmara.

“Vou definir faltando uma semana para iniciar as sessões, porque depende da curva, de como estará a pandemia naquele momento”.

As Casas Legislativas de Mato Grosso do Sul e de Campo Grande adotaram restrição da circulação dos prédios, para diminuir o risco de contaminação pelo coronavírus.

Jornal Midiamax